Equipe de Meirelles

Liberado pelo presidente Michel Temer para articular sua candidatura ao Planalto, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, recém filiado no MDB, monta staff com consultores. Um general da reserva do Exército já se reuniu com o pré-candidato para fazer um cenário sobre a segurança pública. Meirelles tem concentrado sua agenda no eixo Brasília-São Paulo-Rio de Janeiro. Porém, para os caciques do MDB, só as pesquisas de junho vão nortear a viabilidade, ou não, de sua candidatura.

Plano B

O MDB não descarta indicar o vice na chapa de candidato de centro-direita que se identifique com o plano do partido. Problema é que Meirelles não topa ser vice.

Venezuela Classe A

Há uma discreta migração venezuelana além da entrada via Roraima. Profissionais de classe média estão residindo em Brasília e outras capitais do Centro-Oeste.

Vida nova

Em Brasília, dois engenheiros ex-moradores de Caracas procuraram uma franquia de curso de idiomas e se ofereceram para dar aulas de espanhol. Devem ser contratados.

Porto seco

Enquanto não sai a mega pista do aeroporto de cargas de Anápolis (GO), visando um porto seco, o terminal logístico de Goiânia vem dando resultados à Infraero. Em 2016 foram R$ 2,12 milhões de lucro. Ano passado foi registrado R$ 2,89 milhões – crescimento de 36%.  De janeiro a março de 2018 contabilizaram R$ 1,52 milhão.

PIB do Cerrado

Muito desse cenário é resultado da política de atração de investimentos e indústrias nacionais e estrangeiras para  Goiás nos últimos anos pelo governador Marconi Perillo. A entrega de energia industrial, com a venda da Celg para grupo italiano, ainda é desafio diante da demanda.

Palazzo Pamphilj

Lembram do ex-diretor geral da Polícia Federal, delegado Fernando Segovia, que caiu pela boca de tanto falar na mídia? Ainda aguarda (bem calado) em Brasília sua nomeação como adido policial na Embaixada em Roma, que deve ocorrer em Agosto.

Na ilha

O seu ex-vice diretor, o delegado Sandro Avelar, será nomeado para a Embaixada em Londres. Avelar disputou sem sucesso a Câmara Federal em 2014 pelo PMDB.

Xerifes no plenário

Por falar em delegados, pelo menos 12 da PF serão candidatos este ano a deputados federais ou estaduais.

Cerco a Anastasia

O senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), autor da lei aprovada no Congresso, tem sido cercado pelos ministros do TCU sobre mudanças na Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro. Para o Tribunal administrativo, a lei enfraquece a fiscalização. Para o senador, dá maior segurança jurídica aos contratos públicos.

Pela tangente

Entre outros pontos, a lei sancionada pelo presidente Michel Temer permite que uma empresa questionada leve um edital vencido à Justiça de primeira instância para validade. Segundo técnicos do TCU, isso inviabiliza eventuais futuras punições pelo tribunal em caso de irregularidades.

Segurança

O ministro do STF Alexandre de Moraes entregou a senadores uma anteprojeto de lei que cria um fundo nacional de Segurança Pública – pedido dos secretários dos Estados. Querem verba federal para os cofres estaduais falidos, como o caso do Rio de Janeiro.

Coca x cerva

A Coca Cola do Brasil e a Heineken travam uma guerra silenciosa de estourar engradados. A americana, que distribuía a cerveja holandesa no Brasil, está enciumada com a compra da Kirin pela Heineken. O que se diz entre balcões de bar é que a cervejeira está conquistando para seus refrigerantes pontos da Coca.

(455Publicações)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *