TSE mira registros de Partidos

Três processos e uma representação que pedem o cancelamento de registros de partidos políticos permanecem parados há meses no Tribunal Superior Eleitoral e não devem ser julgados antes das eleições de outubro. O PT é alvo de três ações e de representação apresentada pelo ministro Gilmar Mendes. Outros partidos, também alvos de denúncia, estão na mira do TSE: MDB, PP, PROS, PR, PCdoB, PDT e PSD.

Conclusos

À Coluna, a assessoria do TSE confirma que dois processos e a representação de Gilmar Mendes contra o PT já estão conclusos nos gabinetes dos relatores, ministros Napoleão Nunes Maia Filho e Rosa Weber.

Nas ondas..

Às vésperas das eleições, senadores querem liberar a publicidade paga em rádios comunitárias – parte delas controlada ou influenciada por políticos. O PLS 55/2016, do ex-senador Donizete Nogueira (PT-TO), foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça e tramita na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação.

..do din din

Pelas regras atuais, é vedada a venda de espaços de publicidade para rádios comunitárias formalizadas como associações sem fins lucrativos. Os patrocínios são a principal fonte de renda das emissoras.

É fato

Voto vencido na CCJ, a senadora Marta Supilcy (MDB-SP) afirma que a “intenção do projeto é boa, mas a forma de ajudar as rádios comunitárias está equivocada”. Segundo ela, seria “concorrência desleal” permitir a emissoras isentas de tributos disputar publicidade com as rádios comerciais.

Festança

O pré-candidato à Presidência pelo Partido Novo, João Amoêdo, cita os mais de R$ 16 milhões – gastos pela Caixa em festança realizada em Brasília – ao defender a privatização do banco: “Devemos privatizar para que a sociedade não pague a conta”.

Em Alta

Depois da greve que paralisou o País, o presidente da Associação Brasileira de Caminhoneiros, José da Fonseca Lopes, passou a ser assediado por partidos para apoio declarado a candidatos ao Planalto. Foi procurado recente por emissários do PSL, do pré-candidato Jair Bolsonaro, mas declinou do convite.

Japonês no livro

O Japonês da Federal, o policial Newton Ishii, que ficou conhecido na TV por conduzir presos da Lava Jato por mais de ano, virou tema de livro com bastidores sobre os detidos e o dia-a-dia do agente. A obra do jornalista Luís Carrijo saiu pela Rocco.

Turma do crédito

Relator da CPI dos Cartões de Crédito, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) adianta que irá propor em seu parecer ações para “inibir” o monopólio (verticalização) e a inadimplência para conter os altos juros pagos por consumidores.

Indústria da dívida

O senador pretende concluir e apresentar o relatório em duas semanas. “É importante a gente refletir sobre essa excessiva verticalização dessa indústria de cartão de crédito. Não queremos mexer com os interesses de ninguém, mas precisamos defender os interesses dos consumidores brasileiros”, afirma Fernando Bezerra.

Segunda camisa

Em clima de Copa, o deputado Capitão Augusto (PR-SP) procura os colegas para tentar aprovar seu projeto 9983/18 que obriga os árbitros de futebol e seus auxiliares a declararem por escrito o time para o qual torcem.

Imparcialidade

O texto do inusitado projeto fala em “imparcialidade e independência” e proíbe  a atuação dos árbitros e auxiliares em jogos das equipes de sua preferência, “sob pena de nulidade da partida”. Já houve caso de imagem de um árbitro supostamente comemorando um gol do Flamengo viralizou.

Segurança 

A difícil missão, a análise mais atual e bastidores do combate o crime: Comandante Militar do Leste e Interventor Federal, o general Walter Braga Netto vai encerrar na quarta o Seminário sobre o tema na Associação Comercial do Rio, promovido por Ângela Costa e Fernando Bomfiglio, diretores da entidade.

 

(335Publicações)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *