No ar…

Além das fronteiras terrestres abertas, agora o desafio é aéreo. Mais uma dúvida sobre a capacidade do Governo do Brasil de honrar com a Resolução 2396 do Conselho de Segurança da ONU, de combate internacional ao terrorismo, do qual o País ficou signatário com decreto 9.457 assinado pelo presidente Michel Temer no último dia 2. O Parágrafo 11 do Capítulo VII da Carta das Nações Unidas traz, em suma, uma missão que envolve as empresas aéreas e as autoridades de inteligência do Governo federal: acesso das autoridades a um sistema de informações com lista de passageiros de todos os voos nacionais e internacionais. O Governo não respondeu se há essa interface.

Monitoramento

“Estados Membros” devem exigir às companhias “que proporcionem às autoridades nacionais competentes informação antecipada sobre os passageiros”, diz o texto.

Vaivém

as assessorias do palácio do planalto, do Gabinete de Segurança Institucional e do Itamaraty empurraram as demandas entre eles, e não responderam.

Indiferença

O Governo começou em 2016 a pagar o adicional de fronteiras para agentes da PF, mas nem o dinheiro anima os poucos policiais e delegados que são transferidos.

Mais Déficit

Presidente da Fenapef, Luis Boudens alerta que os mil policiais que atuam na região fronteiriça dos Estados não estão, necessariamente, nos postos de fronteira.

Riscou ou alívio?

O risco para Michel Temer com as prorrogações sucessivas do inquérito na PF sobre a Rodrimar: ele adentrar janeiro com um camburão na porta. Ou o alívio: a PF prorroga porque não encontrou até agora provas que o liguem à empresa. É o mesmo caso do senador Renan Calheiros na Lava Jato. Sem as provas, o STF arquivou o inquérito.

Saldo

Presenteado com a decisão do Governo aliado do Ceará de desapropriação de um terreno seu em Caucaia, no valor de R$ 13 milhões, o deputado Vicente Arruda corre contra o tempo. Em um mês, já tentou três ações junto ao TJCE para desbloquear a bolada. Mas ele deve na praça. O TJ segura porque pediu manifestação do MP.

Gestão é preciso

Em tempos de tantos maus exemplos em gestão pública – e em alguns casos em grandes empresas também – o evento Encontro Brasileiro de Administração é pertinente. A reinvenção da Gestão, foco em tempos de incertezas, inovação e novos padrões de produtividade estão em debate na 26ª edição do encontro do Conselho Federal de Administração, no Rio de Janeiro. As palestras são transmitidas no CFAplay.org.br.

Navegar é preciso

Na principal mesa do debate ontem, o diretor da Câmara de Gestão Profissional do CFA, Mauro Kreuz, discursou sobre ‘A reinvenção da Administração: Navegando no caos’. O presidente da sessão foi o secretário estadual de Educação Wagner Victer, engenheiro e também formado em administração.

Voando alto

Este ano devem entrar no mercado brasileiro pelo menos 70 novas aeronaves agrícolas, a maioria norte-americanas, levantou para a Coluna o Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola, que realiza sua feira no interior paulista.

e baixo

A fabricante texana Air Tractor (maior fabricante mundial de aviões agrícolas) fechou a venda de 50 novas aeronaves turboélices no Brasil. O turboélice é mais potente e pode carregar entre 2 mil e 3,1 mil litros de produto sobre as plantações.

Olho no zap..

O app whatsapp fez tanto sucesso que as operadoras correm para se associarem de olho no mercado e demanda de seus clientes. A TIM fechou contrato para utilização da ferramenta WhatsApp Business, que permite às empresas interagir com seus clientes.

..e na interação

Hoje, mais de 1,5 bilhão de pessoas em mais de 180 países usam o WhatsApp. Segundo a TIM, a empresa prevê que, até 2020, que o número de interações digitais ultrapasse a marca de 80% dos contatos feitos nos canais de relacionamento.

(396Publicações)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *