• Geral

Campanha aérea

A quatro meses das eleições, os presidentes da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), usaram jatinhos da Força Aérea Brasileira, sob custos da União, para fazer pré-campanha. No último sábado, 9 de junho, Rodrigo Maia embarcou em Brasília às 6h35 com destino ao Rio de Janeiro onde, durante o dia, participou de evento do DEM para apresentação de seu plano de ... leia mais
  • Geral

Cadê a Ética?

Em ano de eleição, processos e representações seguem paralisados ou tramitam a passos lentos nos conselhos de Ética da Câmara e do Senado, revela levantamento da Coluna. Na Câmara, foram apresentadas oito representações desde fevereiro, das quais quatro arquivadas. Outras quatro se arrastam há meses e têm como alvos os deputados Paulo Maluf (PP-SP), em prisão domiciliar; Celso Jacob (MDB-RJ), que ... leia mais
  • Geral

Rombo invisível

O Governo Federal não possui mecanismos de acompanhamento de resultados de renúncias fiscais na área social e de desenvolvimento econômico. As renúncias chegam a R$ 284,4 bilhões, dos quais 85% deste total não têm prazo de vigência determinado, 44% não possuem órgão gestor e 43% não têm nenhum dos dois. Em suma, auditores do Tribunal de Contas da União constataram que incentivos fiscais são concedidos ... leia mais
  • Geral

‘Deu ruim’ a reza

O fato de militantes do PT espalharem a fake news pelas suas redes e sites oficiais irritou boa parte da Igreja no Brasil, onde o ex-presidente Lula da Silva tem perdido o apoio dos padres. O Vaticano desmentiu, através da Nunciatura Apostólica em Brasília, que o Papa Francisco enviou um terço (rosário) de presente ao petista na cadeia.  A Igreja já foi uma grande aliada do Lula operário, e agora vai ... leia mais
  • Geral

PSB entre PT e PDT

Qualquer decisão nacional do PSB passa por Pernambuco, de onde são egressos os caciques do partido, mas a legenda tem um trunfo longe dali. É o ex-prefeito e empresário Marcio de Lacerda, de Belo Horizonte. Nas hostes falam que se tornou o coringa do partido. Lacerda pode surgir candidato ao Governo de Minas Gerais, ou ser o vice dos sonhos na chapa de Ciro Gomes, ou até o vice do detento Lula da ... leia mais
  • Geral

TSE mira registros de Partidos

Três processos e uma representação que pedem o cancelamento de registros de partidos políticos permanecem parados há meses no Tribunal Superior Eleitoral e não devem ser julgados antes das eleições de outubro. O PT é alvo de três ações e de representação apresentada pelo ministro Gilmar Mendes. Outros partidos, também alvos de denúncia, estão na mira do TSE: MDB, PP, PROS, PR, PCdoB, PDT e PSD. ... leia mais
  • Geral

Segurança salarial

Não entrou um centavo na conta do Governo do Estado do Rio do dinheiro federal para a intervenção na Segurança Pública, mas a burocracia vai bem financiada. Depois de criar 230 cargos para o gabinete de intervenção do Rio, o Planalto vai desembolsar mais de R$ 14 milhões em 2018 para bancar os salários de 164 novos servidores do Ministério Extraordinário de Segurança. Para 2019, de acordo com a Medida ... leia mais
  • Geral

Diários da cela

Em seu quartinho especial na sede da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Lula da Silva escreveu mensagem de parabéns ao novo primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sanchez, seu amigo. O novo premiê do governo espanhol, eleito pelo Partido Socialista Operário Espanhol, esteve com o ex-presidente petista em 2015. Amigo é isso aí Na carta, que será enviada a Sanchez pela direção do PT, Lula ... leia mais
  • Geral

Rombo na Previdência

Os regimes de previdência (Geral, dos Servidores Públicos e Pensões de Militares) terá saldo negativo de mais de R$ 288 bilhões em 2019. A previsão consta no parecer preliminar da Lei Orçamentária relatada pelo senador Dalírio Beber (PSDB-SC). No texto, o senador aponta as renúncias tributárias como um dos motivos para a estimativa do rombo previdenciário. Serão mais de R$ 303 bilhões que deixarão de ... leia mais
  • Geral

Collor 2.0

Fernando Collor (PTC) hoje é candidato para valer à Presidência. Como tem mandato de senador até 2023, não perde nada. Segundo relata a próximos, é a chance de prestar contas da sua renúncia e da ‘perseguição’ no processo de impeachment. Falta explicar também sua antiga relação com a Justiça. Agora, ele é réu no Supremo Tribunal Federal na Operação Lava Jato, por suspeitas de influência na BR. Eita! A ... leia mais