31/5/2011 às 6h52 - Atualizado em 31/5/2011 às 18h3

Vereadores decidem abrir CPI para investigar fraude na prefeitura de Fundão

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Foto: Reprodução TV Vitória
A Câmara de Fundão decidiu, por unanimidade, no final da noite de segunda-feira (30), abrir uma CPI para investigar as possíveis fraudes na prefeitura do município descobertas durante a operação Tsunami, que levou para a cadeira seis secretários da cidade, empresários e dois vereadores.

A sessão foi disputada e lotou o plenário do Legislativo. Por conta da capacidade do prédio, apenas 100 pessoas puderam assistir a decisão dos parlamentares. Do lado de fora, a população também acompanhou os trabalhos dos vereadores.

A comissão será presidida pelo ex-chefe de Governo da prefeitura, o vereador André Ribeiro (PSC). Um dos principais alvos da investigação é a suposta irregularidade no repasse de tíquete-alimentação à secretários e servidores do município. Nesta terça-feira, os membros da CPI já se reúnem para definir as primeiras atividades.

Três dias após a operação policial que prendeu 12 pessoas entre elas secretários municipais, vereadores, empresários e funcionários públicos, a prefeitura reabriu as portas, mas o prefeito não foi trabalhar. Marcos Fernando Moraes e o vice-prefeito Ademir de Almeida tiveram o pedido de afastamento solicitado pelo Ministério Público.

O prefeito da cidade ainda não foi localizado desde a última sexta-feira (27), dia em que as prisões foram realizadas. O vice-prefeito também não compareceu à prefeitura, mas falou com a equipe da TV Vitória por telefone. Ademir de Almeida negou envolvimento no esquema. "Eu nunca compactuei com corrupção, graças à Deus", disse o vice-prefeito.
 
De acordo com as investigações, durante mais de dois anos, as contratações de serviços foram feitas em caráter emergencial, sem compromisso com a livre concorrência e com a contenção de gastos.
 
De acordo com o Ministério Público, uma das principais irregularidades acontecia no setor de limpeza pública da cidade. Desde o início da administração do prefeito Marcos Fernando Moraes, uma única empresa é responsável  pela coleta do lixo em todo o município e não foi selecionada através de licitação.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014