12/4/2012 às 12h28 - Atualizado em 17/4/2012 às 13h28

Pesquisa Rede Vitória/FlexConsult aponta melhor avaliação de Casagrande desde o início do mandato

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Divulgação/SecomUma pesquisa realizada pelo Instituto Flexconsult e divulgada em parceria com a Rede Vitória apontou que o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), tem o melhor saldo positivo na avaliação dos capixabas desde o início do seu mandato.

Segundo o levantamento, no primeiro trimestre deste ano, 67,6% dos entrevistados aprovam o trabalho do governador enquanto 22% não estão satisfeitos. O saldo entre aprovação e reprovação é positivo e representa 45,6%.

Os dados mostram que houve queda na reprovação e estabilização da aprovação, que variou apenas 0,4%, índice está dentro da margem de erro, em relação a pesquisa divulgada no final do ano passado.

Folha Vitória

Na avaliação pessoal, Casagrande tem 49,4% de aprovação. Segundo os dados, 9,8% consideram ruim ou péssimo. O saldo entre aprovação e reprovação é positivo e soma 39,6%. Esse é o maior saldo positivo na avaliação de Casagrande desde o início do governo.

De acordo com o levantamento, houve uma queda de quase 5% no percentual de reprovação do governador em relação à pesquisa anterior. Segundo o cientista político Fernando Pignaton, os números representam uma confiança da sociedade no trabalho e no esforço do Governo em resolver os problemas do Estado.

  Folha Vitória  

“O governador tem desempenhado um papel de liderança em relação às ameaças que estão sendo feitas contra o Espírito Santo. Ele está atendendo às expectativas que a sociedade quer de um governador”, explicou.

Além disso, segundo Pignaton, Casagrande está mudando a forma de articulação do Estado em relação ao Brasil e à União. “Antes era uma postura um pouco passiva, hoje já está liderando uma pressão maior sobre o Governo Federal”. 

O cientista explicou ainda que a estabilidade em relação à aprovação do Governo se dá, principalmente, pelo fato da administração atuar de forma cautelosa quando o assunto que está em pauta são os investimentos e obras para a população.

Segundo Pignaton, por outro lado, o governador mostra que não está se fazendo muitas obras justamente por causa da ameaças que rondam as receitas como o fim do Fundap e a perda de recursos dos royalties de petróleo.

O Instituto quis saber ainda como os capixabas avaliam o Governo do Estado. Segundo a pesquisa, 46,6% aprovaram enquanto 9,4% disseram que é ruim e péssimo. No saldo o índice também foi positivo de 37,2%. 

Para Pignaton, a avaliação do governo do Estado teve evolução semelhante a do governador na aprovação variando dentro da margem de erro. No entanto, o percentual de reprovação variou acima da margem de erro e caindo 6,20%, o que propiciou um crescimento de quase 4% do saldo em relação à pesquisa anterior.

     Folha Vitória     

A pesquisa revelou ainda que a expectativa em relação ao desempenho do Governo e do governador daqui para frente está em alta. Segundo o levantamento, 54% dos entrevistados acreditam que a avaliação será melhor contra 7,8% de reprovação.

      Folha Vitória      

A pesquisa foi feita entre os dias 30 de março e 8 de abril. O instituto ouviu 500 pessoas na Grande Vitória, região Noroeste, Litoral Norte, Central e Sul. A margem de erro é de 4,3% e o intervalo de confiança é de 95%.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014