FHC adota tom conciliador e prega união do PSDB em almoço com Alckmin e Doria

 Versão para impressão  

São Paulo - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso adotou um tom conciliador e pregou a união do PSDB durante um almoço com empresários nesta segunda-feira, 11, que reuniu o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital paulista, João Doria.

No começo de sua palestra, FHC saudou os dois "queridos amigos". "O fato de estarmos juntos esta manhã me deixa realmente feliz da vida", disse o ex-presidente. Postulantes à vaga de candidato do PSDB à presidência em 2018, Alckmin e Doria trocaram afagos. "Queria registrar a alegria de estar com João Doria três dias seguidos. Estou disputando com a Bia (Doria, esposa do prefeito)", disse o governador.

Ele e o prefeito foram juntos ao desfile de Sete de Setembro e participaram da inauguração de apartamentos populares em Paraisópolis no feriado. Doria também saudou o padrinho político. "Tenho muito orgulho e satisfação de estar ao lado de dois grandes nomes do meu partido, FHC e Alckmin", declarou.

Após o almoço com empresários, FHC minimizou as diferenças entre Alckmin e Doria. Enquanto o governador defende a realização de prévias para a escolha do candidato tucano ao Planalto, o prefeito quer que o resultado das pesquisas de opinião seja levado em consideração. "As duas coisas não se contradizem. A pesquisa vai ter peso. Mas vai ser o suficiente? Isso é outra questão."

 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016