Jornal Online Folha Vitória
Vitória, 20 de
Agosto de 2017
Compartihe:
Encontre no Folha:  
 
Classificados Geral Polícia Política Economia Vídeos Entretenimento Esportes Social
29/09/2010 às 08h00

Sexo, drogas e rock’n’roll: verdade ou mentira?


O rock está geralmente associado às drogas, ao sexo e ao comportamento transgressor.

Desde os anos 50, a gente vê nos noticiários as ligações de alguns rockeiros com drogas, envolvimento em orgias com fãs e algumas confusões em shows, hotéis, turnês etc.

Longe de mim querer advogar contra ou a favor dos artistas. Mas eu fico pensando se pessoas que vivem drogadas ou se drogando agüentam fazer turnês e shows dia sim dia não.

Porque eu acho que precisa ter muita saúde e energia pra tocar, cantar, pular e animar platéias ávidas por um bom espetáculo.

Vamos então curtir os convidados da semana:

Frightened Rabbit

Foto: Divulgação
Histórico – banda de indie rock originária da Escócia, o Frightened Rabbbit foi formado em 2003, quando o vocalista e guitarrista Scott Hutchison usou este nome como um palco para um show solo. Em 2004, o irmão de Scott, o baterista Grant Hutchison se juntou a ele e em 2006 chegou o guitarrista Billy Kennedy. O grupo hoje é formado por quatro integrantes, já lançou três discos de estúdio e tem recebido muitos elogios da crítica especializada.

Integrantes – Scott Hutchison (vocais, guitarra); Grant Hutchison (bateria, vocais); Billy Kennedy (guitarra, teclados, baixo); Andy Monaghan (teclados, guitarra, baixo).

Discografia – Sing The Greys (2006); The Midnight Organ Fight (2008); Quietly Now! (ao vivo – 2008);  The Winter Of Mixed Drinks (2010).

Site oficial – www.wearefrightenedrabbbit.com

E aqui, o som bacana do Frightened Rabbit:


Green Carnation

 

Foto: Divulgação
Histórico – Green Carnation é uma banda vinda da Noruega, que toca metal progressivo. Criada em 1990 pelo ex-baixista da banda Emperor, o grupo ficou conhecido por ter lançado, em 2001, um disco com apenas uma música, com duração de uma hora, sendo considerada a mais longa canção já composta. Rodando diversos países em turnês, o grupo vem se consolidando no cenário do metal progressivo.

Integrantes - Terje Vik Schei (guitarra e letras); Stein Roger Sordal (baixo, vocal, guitarra e letras); Kjetil Nordhus (vocal e letras); Kenneth Silden (piano e teclado); Michael Krumins (guitarra); Tommy Jackson (bateria).
Discografia - Journey To The End Of The Night (2000); Light of Day, Day of Darkness (2001); Blessing in Disguise (2003); The Quiet Offspring (2005); The Acoustic Verses (2006).

Site oficial –
www.greencarnation.no

Curta agora o som da banda:

Clássico da semana

Antes mesmo de entrar no palco, eles já chamavam a atenção pelo visual ousado e diferente. Por trás das máscaras, no entanto, estava uma banda de rock eletrizante, que criou canções maravilhosas e fez shows inesquecíveis mundo afora. Quem quiser contar a história dos grandes grupos musicais dos anos 70, obrigatoriamente tem que falar desses caras que, com seu talento, escreveram uma página cheia de energia no Grande Livro do Rock:

 

 



 

Publicado por Folha Vitória 5 Comentários



29/09 - Sexo, drogas e rock’n’roll: verdade ou mentira?
22/09 - Rock em cartaz
15/09 - Ninguém pode negar
06/09 - Música para todos os gostos
01/09 - Um bando de bandas pelo Brasil




 RSS
Cadastrar RSS desta coluna




%midia_super_banner%

4Ps Agência Digital agência digital 2007 - FOLHA VITÓRIA - Todos os direitos reservados - Anuncie - Expediente - Cadastro - Fale Conosco - Política de Privacidade - RSS