WESLEY SATHLER

[email protected]

Eu sou Wesley Sathler. Apresentador do programa Negócios de Sucesso da TV Vitória, autor de vários livros, entre eles o Best seller “cadeira de rodas & romances Ingleses”. Jornalista e apaixonado por comunicação. Esta coluna é para os que gostam do sabor dos bastidores, da ribalta e sobretudo, da habilidade humana de se reinventar em suas múltiplas tarefas e cenários. Enjoy!

Fácil

​Por que falar inglês tão cedo?

Estudos confirmaram que nos primeiros anos de vida o cérebro é mais plástico, o que torna mais fácil a imersão de crianças em um ambiente bilíngue antes dos quatro anos de idade. A especialista em educação Andrea Buffara, afirma que ser bilíngue na primeira infância traz uma série de benefícios. “Neste período o cérebro está mais receptivo a novas informações. O bilinguismo ativa áreas cerebrais diferentes, deixando-o mais ativo, gerando impacto positivo não somente na linguagem, mas também em outras áreas, o que contribui para o desenvolvimento cognitivo. Crianças bilíngues têm uma melhora da memória e atenção, raciocínio mais rápido e focado, e conseguem falar sem sotaque. Elas não têm vergonha ou medo de arriscar”, explicou Andrea.

  • Foto de

​Vícios na terceira idade

Na terceira idade o indivíduo já enfrentou do luto a uma aposentadoria com ganhos irrelevantes. O psicólogo e Gestalt-terapeuta Enéas Lara alerta: “Alguns idosos começam a sentir as limitações físicas e de saúde, sofrem pela ausência da família, e, com isso, ficam vulneráreis à depressão e comportamentos viciosos, como os jogos de azar, sendo essas possíveis maneiras que encontram de espantar a solidão, muito comum nesta faixa etária”.

Família

​Desafios da convivência

Amanhã, o psicólogo paraibano Rossandro Klinjey dará palestra com o tema: Família e os desafios da convivência: vida a dois e educação de filhos, em Vila Velha. Ele é escritor, psicólogo clínico, mestre em Saúde Coletiva , doutor em Psicanálise e autor do livro Temas complexos: uma abordagem didática e coautor do livro Educando para a paz. Foi professor universitário por mais de dez anos, quando passou a se dedicar à atividade de palestrante.

​Arte Colaborativa

Não há como negar. Vitória realmente está acontecendo no cenário artístico com robustez e encantamento. A homenagem a Ronaldo Barbosa no Palácio Anchieta foi um lindo exemplo disso. E, semanalmente, seja na decoração, exposição em lojas e espaços culturais, o capixaba tem sido brindado com um mix de oportunidades. Mais um exemplo disso aconteceu na Via Thorey Galeria com o vernissage da exposição "ARTE Colaborativa" , com a artista nova-iorquina Jill Moser e Fernando Augusto, Cristhina Bastos e a mineira Cláudia França. Os convidados puderam apreciar as obras colaborativas e individuais de cada artista. Vale ressaltar que o tema abordado é inédito no cenário das artes capixaba, o que certamente, merece os aplausos da coluna. Na foto, Cláudia França, Cristhina Bastos, Hilal Sami Hilal e Gorete Thorey.

TOQUE DE CLASSE DE HOJE

Marcão Higyno e sua linda Lívia Comério.

Os queridíssimos Breno Dias e Lilian Moussalém.

Lá e Cá

O Sincades comemora dez anos com super show de Diogo Nogueira, em Vila Velha, no próximo dia 7.

A super-heroína dos desenhos e unanimidade entre a criançada, Ladybug, desembarca hoje na Arena Vitória, no espetáculo oficial “Miraculous – As Aventuras de Ladybug”. Com produção de Sandro Chaim - que já assinou musicais de destaque como “Raia 30”, “Cazuza – O tempo não para”, “As Noviças Rebeldes”, “Tim Maia – Vale tudo”, “Cabaret” e “220 Volts”, o show conta a história de Marinette, uma garota comum que se transforma em heroína e luta para salvar Paris dos vilões.

Gastronomia! Fazer churrasco de peixe é possível, mas tem que ser bem preparado. Segundo o empresário do ramo de pescados, Carlos Alberto Zippinotti, os peixes têm a carne delicada e correm o risco de secar se não forem grelhados corretamente. “O ideal é assar primeiro o lado da pele e escolher um que tenha a carne mais firme, como a sardinha, o vermelho e o bacalhau”, disse.

Em comemoração ao Dia Nacional do Sorvete, Pedro Lessa Terra Martins, engenheiro de alimentos na empresa Duas Rodas Industrial graduado pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, vem hoje a Vitória falar sobre “Mercado de sorvetes: perspectivas positivas no cenário econômico”.

Aliás, vale o registro: Por ano, os brasileiros consomem cerca de 1,305 bilhão de litros de sorvete. Na última década o consumo do produto foi de 90,5%, gerando para o setor um faturamento de R$ 4,4 bilhões.

O stress é a resposta do corpo à tensão que acumulamos no dia a dia. Segundo a International Stress Management Association (Isma), 72% dos brasileiros sofrem com alguma sequela do stress, que atinge nosso corpo de diferentes formas e intensidades. Alguns efeitos, no entanto, são visíveis. Um deles é a acne, que pode aparecer em pessoas de qualquer idade.

E mais: “Há um desequilíbrio de hormônios como o cortisol e a prolactina, entre outros. Isso causa uma série de efeitos na pele”, explica a Drª Priscila Passamani, do Espaço Dermatológico, do Centro Médico do Shopping Vitória, que sugere o laser de CO² fracionado com estímulo de colágeno como tratamento para a acne. O ideal, segundo ela, é procurar um médico, que vai planejar o tratamento de acordo com as características da pessoa.

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016