A nova Kasinski Prima 150

Esta Scooter traz estilo italiano, mecânica chinesa e preço atraente ao consumidor

Esta nova linha de motos da Kasinski chegou para agradar ao consumidor. A nova Scooter prima 150 prioriza detalhes que valorizam o consumidor.

Uma vez acomodado, chama atenção o quadro de instrumentos, bem completo para um scooter. Há velocímetro, marcador de combustível e conta-giros, além do hodômetro. Outro diferencial está no bocal do tanque na parte externa – basta girar a chave para destravar a tampa. Por falar no tanque, ele tem bons 7 litros de capacidade, o maior da categoria.
 
Ao lado do bocal existe um prático espaço para pequenos objetos. Em compensação, o bagageiro sob o banco é bem generoso: cabe um capacete fechado e ainda sobra espaço para a mochila do dia a dia.

Dada a partida, o motor 150 cc agrada pela suavidade de funcionamento, com pouca vibração. De fabricação chinesa, o propulsor PZ (Piaggio Zongshen) é o mesmo que equipava as Vespas LX 150 até 2005 – depois elas ganharam injeção eletrônica.

Alexandre Silvestre, auxiliar de testes, deu seu veredicto em relação ao novo modelo. “Essa motinho é valente, hein?”, diz, surpreso. A relação peso/potência desse Kasinski é muito boa, com 12,2 cv para apenas 106 kg. Assim, o modelo revela acelerações e retomadas animadas. O segredo é manter o motorzinho em giro. O  bom é que, mesmo a 80 km/h, você pode exigir do acelerador que o Prima responde.

Lançado por R$ 5.990, o Kasinski Prima hoje é vendido a promocionais R$ 5.390 – com direito a capacete grátis em algumas concessionárias. É um valor atraente se comparado ao de modelos mais tradicionais, como Lead (R$ 5.690), Neo (R$ 6.590) ou Burgman (R$ 5.990).

2 Replies to “A nova Kasinski Prima 150

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *