Nissan tem lucro operacional de US$ 6,9 bilhões no ano fiscal de 2011

Período foi de recorde de vendas globais e início de novo plano de crescimento de médio prazo

A Nissan Motor Co. Ltd. anunciou hoje seus resultados financeiros do período de 12 meses encerrado em 31 de marco de 2012 com os seguintes números:  Receita líquida de US$ 118,95 bilhões, € 86,32 bilhões; Lucro operacional de US$ 6,9 bilhões, € 5,01 bilhões; e Lucro líquido de US$ 4,32 bilhões, 3,13 bilhões.

As vendas globais da Nissan no ano fiscal 2011 atingiram o recorde de 4,845 milhões de unidades, especialmente por causa da demanda para os veículos da marca, que superou o resultado obtido pela indústria automobilística globalmente. A venda de unidades de veículos da Nissan cresceu 15,8% no comparativo com as 4,185 milhões de unidades vendidas no ano passado, enquanto que o volume total da indústria cresceu 4,2%, de 72,6 milhões de unidades no ano fiscal 2010 para 75,7 milhões. A participação de mercado global da Nissan cresceu 0,6 pontos para 6,4%.

Carlos Ghosn, presidente e CEO da Nissan, comentou sobre o balanço: ”A Nissan obteve resultados operacionais robustos e vendas recordes por conta da crescente demanda por nossos modelos, marcas e tecnologias em todo o mundo. É um desempenho muito mais animador quando consideramos os ventos contrários criados por desastres naturais, pelo iene mais valorizado e pelas condições econômicas globais incertas.”

Nos mercados globais, a empresa registrou crescimentos significativos. As vendas na China, o maior mercado da Nissan no mundo, subiu 21,9% para 1,247 milhão de veículos. Nos Estados Unidos, os negócios cresceram  11,8%, para 1,08 milhão de unidades. Em toda a Europa, incluindo a Rússia, as vendas foram de 713 mil unidades, 17,5% a mais. No Japão, as vendas aumentaram 9,2%, para 655 mil unidades. Outros mercados totalizaram 826 mil unidades, 16,4% acima do ano fiscal passado. ”

Começamos a cumprir o abrangente plano ‘Power 88’, que revelamos no ano passado“, acrescentou Ghosn. ”Nosso desempenho financeiro, lançamentos de produtos e a penetração no mercado nos últimos 12 meses demonstram o progresso na direção das margens operacionais sustentáveis ​​de 8% e da participação global de mercado de 8%.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *