Chrysler lança Dodge Durango, mas SRT Viper rouba cena no Salão

Durango é apresentado mas quem leva o público a delirar é mesmo a SRT Viper

Pode parecer confuso, mas não é. É com um carro “antigo” que a Chrysler está fazendo sucesso no salão do Automovél de 2012. Isso tudo porque pela primeira vez, o carro da Chrysler SRT Viper está presente no Brasil.

Um presentão para quem gosta de muscle cars, que deixou de fazer parte da marca Dodge e recebeu a sigla “Street and Racing Tecnology”. Seu motor é um 8.4 litros V10, com 648 cavalos de potência e 82,8 kgfm de torque, naturalmente aspirado. Ele conta com controle de estabilidade e de tração, além de pneus especialmente desenvolvidos.

Já o utilitário Durango, que também foi apresentado no salão, é produzido em Detroit (EUA) e é equipado com o mesmo motor 3.6 V6 Pentastar de 283 cavalos do sedã 300C. No mercado norte-americano, há ainda a opção pelo 5.7 V8 HEMI, com 360 cv. O modelo vendido no Brasil é o da terceira geração, lançada em 2010.

“Nosso plano para a Dodge é bem agressivo em volume, com o Dodge Journey, o mais vendido da marca, e agora, em dezembro, chega o Durango”, afirma Luiz Tambor, gerente geral de vendas e marketing do Grupo Chrysler.

Outro grandão que desembarca no Brasil e aparece em São Paulo é a versão diesel do Grand Cherokee. Ele divide espaço com o conceito Jeep Compass True Noth, que mostra uma carinha mais bruta, um visual bem off-road.

Com relação a este novo segmento da marca SRT, ainda está sendo estudado pela marca a implementação deste novo segmento no Brasil. A produção do Dodge Viper havia sido descontinuada em julho de 2010. Agora sob nova marca, o carro tem duas versões: a padrão, SRT, e uma GTS, mais esportiva ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *