Citroën vence mais uma vez no Campeonato Mundial de Carros de Turismo e mantém-se à frente

FIA WORLD TOURING CAR CHAMPIONSHIP 2014 - HUNGARORINGA excelente fase da Citroën no Campeonato Mundial de Carros de Turismo (WTCC) continua. A equipe venceu pela quinta vez nesta temporada na rodada dupla de Hungaroring, na Hungria, a terceira de 2014. O francês Yvan Muller foi o responsável pelo feito, que, na verdade, foi uma dobradinha da Citroën, uma vez que a segunda posição foi obtida por José-María López, que continuou na liderança da tabela de pontuação.

No grid de largada da primeira prova, houve mais uma trinca da Citroën. Quando as luzes vermelhas se apagaram, Muller e López conseguiram manter-se à frente, mas o francês Sébastien Loeb perdeu posições e completou a primeira volta em sétimo, atrás de Muller, López, Monteiro, Tarquini, Bennani e Michelisz. Loeb tentou superar Norbert Michelisz, mas viu como ultrapassar em Hungaroring é difícil. E assim foi finalizada a corrida.

Depois de um curto intervalo, os carros voltaram para a pista. Por causa da regra da inversão dos dez primeiros do grid inicial, Loeb, López e Muller largaram em oitavo, nono e décimo lugares, respectivamente. Gianni Morbidelli apareceu na liderança na primeira curva, à frente de Tiago Monteiro, Hugo Valente (que havia largado na pole) e Tom Coronel. Mostrando grande forma, Yvan Muller ultrapassou José-María López pela quinta posição. Já Loeb terminou a primeira volta em nono. Rapidamente, Morbidelli, Monteiro e Valente abriram vantagem, e Muller e López viram-se presos atrás de Coronel. E foi dessa forma que a prova acabou.

“Considerando a natureza do circuito e o lastro compensatório introduzido antes da etapa, este foi um fim de semana muito positivo para nós”, resumiu o chefe de equipe da Citroën, Yves Matton. “Podemos ficar orgulhosos por termos conquistado os três primeiros lugares na classificação e feito uma dobradinha na primeira corrida. Sabíamos que seria quase impossível voltar ao pódio ao fim da segunda prova. As largadas foram as únicas oportunidades que tivemos para ganhar posições e, depois disso, não houve ultrapassagens. Outra coisa que esse fim de semana nos ensinou é que as equipes agora demonstram níveis similares de desempenho, o que é um bom sinal para o restante da temporada”.

Yvan Muller disse ter podido dar uma resposta a López quando este o desafiou na primeira corrida. “Sempre venci uma prova aqui e foi bom ter dado sequência a essa escrita”, comemorou. “Também estou satisfeito com o quinto lugar da segunda corrida.” López admitiu superioridade do companheiro durante o fim de semana, mas celebrou ainda liderar o campeonato: “É melhor do que eu esperava antes de esta temporada começar”. Loeb afirmou ter tido duas largadas problemáticas: “Em cada uma delas escolhi a pior opção”. Também disse: “Não sei se você pode atribuir isso a uma falta de experiência ou sucesso, mas minhas largadas significaram que não pude lutar mais à frente. Espero acertar as coisas na semana que vem, na Eslováquia.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *