• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Busca por apartamentos de um quarto em Vitória registra alta, mas dois e três ainda lideraram

Economia

Busca por apartamentos de um quarto em Vitória registra alta, mas dois e três ainda lideraram

Em Vila Velha, houve um recuo na busca, mas ainda assim ela se mantém superior à disponibilidade ofertada pelo mercado

Aumentou a procura para compra de imóveis com 1 quarto em Vitória, de acordo com último Índice Ademi-ES/VivaReal, que traz o comportamento do mercado de imóveis prontos verticais na capital capixaba e em Vila Velha durante o mês de dezembro. Foram 4,5% em dezembro, ante 3,3% em novembro. No entanto, a oferta de apartamentos com esta mesma tipologia permaneceu inalterada.

Já em Vila Velha, houve um recuo na busca, mas ainda assim ela se mantém superior à disponibilidade ofertada pelo mercado. Na cidade canela-verde, a procura por unidades de 1 dormitório chegou a 4,4% em dezembro, enquanto que em novembro a intenção de compra era de 5,4%. Uma queda de 18,52%. 

No geral, os apartamentos de dois e três quartos continuam líderes, respectivamente, porém com vantagem para as unidades maiores. Em Vitória, a busca por tipologias com três quartos representou 52,7% da demanda, contra uma oferta menor, de 46,6%. E Vila Velha apresentou procura de 45,8% para uma oferta de mercado inferior, de 37,3%.

No caso dos imóveis de 1 quarto, a demanda superior à oferta cria uma janela de oportunidades de investimentos para o mercado construtor, impulsionando, sobretudo, a alta dos preços praticados atualmente. "Acreditamos que essa procura pode estar associada à época do ano, quando famílias vislumbram a oportunidade de adquirir imóveis menores para destinar aos filhos que vem para capital estudar ou até mesmo pessoas em transferência de local de trabalho. Elas buscam os apartamentos compactos pelo custo-benefício com relação às despesas domésticas. Esses imóveis também são, naturalmente, fonte futura de investimento, tornando um ponto para locação", diz o diretor da Ademi-ES, Hermann Schneider. 

"Mas, por outro lado, percebemos numa parcela do público um desprendimento do conceito de moradia ampla. Há capixabas optando por morar sozinho, como também existem viúvos, homens e mulheres divorciados buscando um novo caminho na vida e que passa, naturalmente, pela escolha de um imóvel menor, porém com serviços próprios ou até mesmo integrados aos empreendimentos. Há, sem dúvidas, um filão de mercado vindo por aí", avalia Schneider.

Vitória liderou intenção de compra e Vila Velha de aluguel em 2017

Em Vitória, os capixabas demonstraram mais disposição em comprar um imóvel durante 2017. É o que aponta o Índice Ademi-ES/VivaReal. No acumulado de 12 meses, a demanda para compra chegou a 43% no site do Viva/Real, contra 41% registrado em 2016. Enquanto que o aluguel oscilou para menos na capital, fechando em 57% das intenções, ante 59% em 2016.

Já em Vila Velha, o cenário foi o contrário. A atividade de locação obteve um desempenho melhor na cidade canela-verde, saltando do percentual de 59% no acumulado dos 12 meses de 2016 para 63% em 2017. A busca para compra de um imóvel ficou em 37% no ano passado, contra 41% em 2016.