• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Fluxo total de veículos avança 1,9% em 2017 ante 2016, diz ABCR

Economia

Fluxo total de veículos avança 1,9% em 2017 ante 2016, diz ABCR

São Paulo - O fluxo total de veículos nas estradas pedagiadas do Brasil avançou 1,9% em 2017 na comparação com 2016, de acordo com o índice produzido pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias-ABCR em conjunto com a Tendências Consultoria Integrada, que foi divulgado nesta quarta-feira, 10. Considerando apenas o mês de dezembro, o indicador avançou 0,6% ante novembro, considerando os dados dessazonalizados.

Levando em conta o tipo de veículo, os índices de fluxo pedagiado de veículos leves subiu 0,7% em dezembro ante novembro. Já os pesados registraram crescimento de 2,5% no mesmo período de comparação, ambos dessazonalizados. No acumulado do ano, o fluxo de veículos leves teve expansão de 2,2% e os pesados subiram 1,1%.

O analista da Tendências Thiago Xavier explica que o crescimento do índice total e de suas aberturas em 2017 evidencia o processo de gradual retomada da atividade econômica ao longo do último ano. Em 2016, por causa da recessão, o índice total registrou queda de 3,6%, como os leves caindo 2,8% e os pesados, 6%. "O ritmo de aumento dos índices de fluxo é consistente com a velocidade de retomada da atividade econômica apresentada pelos principais indicadores nacionais", afirma Xavier no relatório apresentando os números.

Para 2018, a tendência é que a economia continue se recuperando, avalia o economista da consultoria. Com isso, o fluxo de veículos pelas estradas deve continuar a "trajetória positiva e acumular ganhos adicionais neste ano", conclui Xavier.

Em 2017, na avaliação de Xavier, o fluxo de veículos leves cresceu mais (2,2%) que os pesados (1,1%) por conta do processo de melhora da situação financeira das famílias. "O crescimento da população ocupada e dos rendimentos, a relativa melhora no mercado de crédito especialmente à pessoa física, em um quadro inflacionário benigno, influenciou no aumento do poder de compra das famílias no ano anterior."

Na comparação entre dezembro de 2017 e o mesmo mês do ano anterior, o fluxo de veículos totais nas rodovias com pedágios aumentou 2,6%. Por segmento, a passagem de automóveis leves avançou 2,9% e a de pesados, 1,5%.