• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Bundesbank prevê continuidade de crescimento na economia alemã

Economia

Bundesbank prevê continuidade de crescimento na economia alemã

Frankfurt - A economia da Alemanha continua crescendo a um ritmo acelerado no início deste ano, após forte expansão no final de 2014, de acordo com o Bundesbank.

O Banco Central da Alemanha também prevê uma "continuação vigorosa da ascensão econômica" no segundo trimestre deste ano. Os principais motores deste desempenho são a demanda externa, consumo privado e, em menor escala, o setor de construção, de acordo com relatório.

As estimativas vêm após os analistas terem começado a elevar suas previsões para a maior economia da Europa, depois de terem cortado no ano passado em meio a preocupações com a situação na Rússia e na Ucrânia. Em fevereiro, a Comissão Europeia, o braço executivo da União Europeia, elevou a projeção de crescimento da Alemanha em 0,4 ponto porcentual, para 1,5% para este ano. Na semana passada, a Organização para a Cooperação Econômica (OCDE) aumentou a previsão de expansão em 2015, de 1,1% para 1,7%.

A Alemanha está se beneficiando com uma série de fatores positivos. Enquanto que um euro mais barato impulsiona a exportação, os preços de energia mais baixos e os fortes acordos salariais estão dando aos consumidores mais poder de compra.

"A economia da Alemanha, provavelmente, cresceu fortemente no primeiro trimestre de 2015, depois de uma forte expansão no final de 2014", disse o Bundesbank em seu boletim mensal.

O escritório de estatísticas do país divulgou que, em fevereiro, a economia registrou crescimento de 0,7% nos últimos três meses do ano passado.

Segundo o Bundesbank, no quarto trimestre de 2014, o consumo privado e a taxa de poupança aumentaram. Isso sugere que os consumidores não utilizaram um dinheiro adicional para os gastos, disse o banco central. Mas afirmou que a "forte expansão das vendas no varejo em janeiro mostram que o consumo agora está mais forte". Dados do Bundesbank apontaram que as vendas no varejo avançaram 2,3% em janeiro em bases mensais. Fonte: Dow Jones Newswires.