• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Fluxo cambial é negativo em US$ 1,142 bilhão em fevereiro

Economia

Fluxo cambial é negativo em US$ 1,142 bilhão em fevereiro

Brasília - O fluxo cambial total ficou negativo em US$ 1,142 bilhão em fevereiro, conforme informou nesta quarta-feira, 4, o Banco Central. Em igual mês de 2014, o saldo estava no vermelho em US$ 1,856 bilhão. O resultado de fevereiro é bem distinto do de janeiro deste ano, que ficou positivo em US$ 3,903 bilhões. Na ocasião, o clima era de confiança na nova equipe econômica e a elevação dos juros no Brasil um tiro certeiro de retorno para um mercado internacional extremamente líquido.

A aceleração dos juros deve continuar na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) de hoje, mas as operações financeiras perderam totalmente o fôlego demonstrado no primeiro mês de 2015. O envio de dólares por esse canal foi de US$ 1,710 bilhão ante ingressos de US$ 4,118 bilhões do mês anterior. O saldo de fevereiro é resultado de entradas no valor de US$ 36,500 bilhões e envios no total de US$ 38,210 bilhões. Ao longo de todo ano passado, a área financeira foi a principal porta de saída de recursos do País, somando US$ 13,424 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 567 milhões, com importações de US$ 11,812 bilhões e exportações de US$ 12,380 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,177 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 2,452 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 7,751 bilhões em outras entradas.

Acumulado no ano

O fluxo cambial somou US$ 2,760 bilhões no primeiro bimestre de 2015. O resultado é fruto de entradas líquidas de US$ 3,903 bilhões em janeiro e de saídas de US$ 1,142 bilhão em fevereiro. O saldo do início deste ano é maior do que o resultado negativo de US$ 246 milhões verificado em igual período do ano passado.

O saldo acumulado do ano até agora é resultado de entradas líquidas de US$ 2,408 bilhões da área financeira, que reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações. Neste segmento foram registradas chegadas de US$ 87,958 bilhões e envios de US$ 85,551 bilhões no período.

No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 353 milhões no primeiro bimestre do ano, com importações de US$ 27,416 bilhões e exportações de US$ 27,769 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 5,807 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 5,511 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 16,451 bilhões em outras operações.