• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Juro no rotativo do cartão de crédito sobe para 342,2% ao ano em fevereiro

Economia

Juro no rotativo do cartão de crédito sobe para 342,2% ao ano em fevereiro

Brasília - O juro cobrado por instituições financeiras no rotativo no cartão de crédito subiu para 342,2% ao ano em fevereiro ante 334,6% ao ano em janeiro, segundo dados do Banco Central. Na prática, isso significa cobrar juro de 0,4138% ao dia. Se um consumidor estivesse devendo R$ 1 mil no começo do mês, ao final já deveria R$ 1.127.

O juro médio total cobrado no cartão de crédito subiu 7,8 pontos porcentuais de janeiro para fevereiro. Em janeiro, a instituição passou a incorporar dados sobre esse segmento, que regula desde maio de 2013. Com a alta na margem, a taxa passou de 70,9% ao ano em janeiro para 78,7% ao ano no mês passado. No caso do parcelado, ainda dentro de cartão de crédito, o juro aumentou 6,3 pontos de janeiro para fevereiro, passando de 106,3% ao ano para 112,6% ao ano.

Entre as principais linhas de crédito livre para pessoa física, o destaque vai para o cheque especial, cuja taxa subiu de 209,0% em janeiro para 214,2% no mês passado. Para o crédito pessoal, a taxa total subiu de 46,6% em janeiro para 47% em fevereiro. No caso de consignado, a taxa passou de 26,4% para 26,8% de janeiro para fevereiro e, nas demais linhas, de 107,5% para 108,1%.

A taxa média de juros no crédito livre também subiu, mas neste caso ficou em 40,6% ao ano em fevereiro. O porcentual é recorde da série histórica iniciada em março de 2011. No primeiro bimestre deste ano, a taxa subiu 3,3 pontos porcentuais. Em 12 meses, a alta é de 4,4 pontos porcentuais.

Para pessoa física, a taxa de juros no crédito livre passou para 54,3% em fevereiro, também a maior da série, iniciada em março de 2011. Para pessoa jurídica, houve alta para 26,1% em fevereiro. Para a aquisição de veículos para pessoas físicas, os juros passaram para 24,8% de um mês para outro. A taxa média de juros no crédito total, que também inclui as operações direcionadas, subiu para 25,6% em fevereiro.

Inadimplência

A taxa de inadimplência no crédito livre permaneceu em 4,4% em fevereiro ante janeiro. Para pessoa física, passou para 5,4% na comparação mensal. Para as empresas, seguiu em 3,5% de um mês para o outro. Em janeiro, a inadimplência no crédito livre para pessoa física, que havia ficado em 5,4% e foi revisto hoje pelo BC, também bateu recorde: é a mais baixa da série histórica.

A inadimplência do crédito direcionado continuou em 1,1% de janeiro para fevereiro. O dado que considera crédito livre mais direcionado mostra inadimplência de 2,8% em fevereiro, como estava em janeiro. No crédito livre para pessoa física, a inadimplência no crédito pessoal continuou em 2,4% em fevereiro. No cheque especial, recuou de 13,7% para 13,6% na comparação mensal. Na aquisição de veículos, permaneceu em 3,9% de janeiro para fevereiro. No cartão de crédito, avançou de 6,7% para 7,0% na mesma comparação.