• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

PIB Agropecuário beneficia serviços hidroviários, diz economista

Economia

PIB Agropecuário beneficia serviços hidroviários, diz economista

De acordo com Caparoz, Mato Grosso exportou 16,2 milhões de toneladas de soja nos últimos 12 meses

O crescimento de 13% do PIB agropecuário em 2017 extrapola, como fator multiplicador, os termos da agricultura e da pecuária. Um dos segmentos beneficiados com a expansão do setor foi o de serviços aquaviários, ou hidroviários.

Nos últimos 12 meses encerrados em janeiro, essa modalidade de transporte de mercadorias e de passageiros por barcos, navios ou balsas cresceu 18,7%, segundo informou nesta sexta-feira, 16 o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para o economista da RC Consultores Marcel Caparoz, o transporte aquaviário cresce muito puxado pelo escoamento da produção de grãos, especialmente na Região Centro-oeste.

"Isso aconteceu principalmente em Mato Grosso, na região do Arco Norte", diz o economista. Nesta região, segundo o Ministério da Agricultura, os portos estão cada vez mais ganhando importância no escoamento de soja. Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, só em Mato Grosso os serviços aquaviários cresceram 17,5% entre fevereiro de 2017 e janeiro deste ano.

"Isso é agronegócio, principalmente nesse processo de escoamento dos grãos voltados à exportação. É o setor agropecuário que cresce no País como vimos no PIB do ano passado e se reproduz na pesquisa de serviços", disse Caparoz.

A Região do Arco Norte, segundo o economista da RC Consultores, vem ganhando importância no transporte de milho e soja em relação aos portos do Sul e Sudeste do País, com as barcaças subindo e descendo pelos rios Tapajós e Madeira até Barcarena e Santarém, no Pará.

De acordo com Caparoz, Mato Grosso exportou 16,2 milhões de toneladas de soja nos últimos 12 meses. "Metade deste volume foi exportada pelo Porto de Santos. Os outros 8 milhões de toneladas foram exportados lá por cima, por Barcarena, Santarém, região e Manaus. Esse transporte está subindo por barcaças até Barcarena e Santarém, perto de Belém. Ali é feito o transbordo para navios que saem para cruzar o canal do Panamá rumo à China", afirmou.

Também puxado pelo escoamento da safra de grãos, os serviços aquaviários cresceram 4,9% no Paraná nos últimos 12 meses encerrados em janeiro. Naquele Estado, o crescimento se deu via exportações a partir do Porto de Paranaguá, segundo o economista da RC Consultores. "É um bom crescimento também", diz Caparoz. Em 2017, o PIB agregado cresceu 1% em relação ao ano anterior. O PIB Agropecuário avançou 13%, o industrial fechou zerado e o de serviços mostrou ligeira expansão de 0,3%.