• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após privatização do Aeroporto de Vitória, Casagrande espera mais voos do ES para o exterior

Economia

Após privatização do Aeroporto de Vitória, Casagrande espera mais voos do ES para o exterior

Questionado sobre prazos para que essas novas rotas passem a operar no Espírito Santo, o governador disse que essa questão ficará a cargo da empresa vencedora do leilão.

Foto: reprodução internet

O governador  Renato Casagrande se pronunciou após a empresa Zurich Airport vencer o leilão de concessão do Aeroporto de Vitória, nesta sexta-feira (15). Segundo o governador, a expectativa, com a nova gestão, é que haja mais investimento na infraestrutura do terminal aeroportuário e que o Espírito Santo passe a ter mais voos para dentro e fora do país.

"A expectativa é muito positiva, porque nós temos a possibilidade de mais investimento, por parte da empresa vitoriosa. Também temos a perspectiva de mais voos aqui de Vitória para outras regiões do Brasil e até para fora do Brasil, além da ligação de Vitória para o norte e o sul do estado. A empresa vencedora, a Zurich Aeroportos, já opera em Florianópolis, Confins e também em aeroportos europeus, o que pode ajudar na busca de ligações diretas de Vitória com a Europa", ressaltou Casagrande.

Questionado sobre prazos para que essas novas rotas passem a operar no Espírito Santo, Casagrande disse que essa questão ficará a cargo da empresa vencedora do leilão.

"A empresa que vai entrar terá interesse em ampliar as viagens e os números de voos. A atual gestão do aeroporto, a Infraero, já anunciou que, a partir do meio do ano, teremos voos para Buenos Aires, na Argentina, mas a empresa que entrará, vencedora desse leilão, terá interesse em ampliar os voos no Espírito Santo", afirmou o governador, que destacou a boa localização geográfica do Estado.

"O Estado do Espírito Santo pode ser uma boa ligação entre o sul e o nordeste, daqui para a região central. O Espírito Santo é muito bem localizado. Pode ser que, com o tempo, a empresa possa concentrar voos e ligações para outras regiões do Brasil a partir de Vitória", frisou.

Casagrande ressaltou ainda a importância de uma atuação ainda mais incisiva por parte da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a fim de garantir um bom serviço aos usuários.

"Quanto mais avançam as privatizações, mais forte tem de ser a agência reguladora, porque ela tem que controlar e cuidar dos interesses dos usuários. Acho que isso é fundamental. Temos boas expectativas, mas também temos preocupações que a agência reguladora deve estar atuando firmemente para cuidar dos interesses de quem usa o aeroporto", pontuou.

Leilão

O Aeroporto de Vitória será administrado nos próximos anos pela Zurich Airport, operador do Aeroporto de Zurich, o principal hub aéreo da Suíça. O leilão foi realizado na bolsa de valores de São Paulo nesta sexta-feira. A Zurich deu o lance de R$ 437 milhões pelos aeroportos de Vitória e de Macaé que fazem parte do bloco do Sudeste.

A Zurich Airport administra no Brasil os aeroporto de Confins, na Grande Belo Horizonte, e de Florianópolis (SC). Segundo a Anac, o ágio foi de 830% sobre o valor mínimo de R$ 46,9 milhões. Já a outorga total estimada para os 30 anos da concessão é de R$ 435 milhões.