• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Arrecadação de janeiro a abril sobe 1,78%, diz Receita

  • COMPARTILHE
Economia

Arrecadação de janeiro a abril sobe 1,78%, diz Receita

Brasília - O crescimento da arrecadação acumulada no ano desacelerou de março para abril, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 26, pela Receita Federal. A expansão da arrecadação no período acumulado de janeiro a abril, de 1,78%, foi menor que a alta nos três primeiros meses do ano, quando foi de 2,08%.

Nos dois casos, a comparação é com o mesmo período do ano passado. "O crescimento da arrecadação de janeiro a abril ficou menor que de janeiro a março", afirmou o secretário-adjunto da Receita Federal, Luiz Fernando Teixeira Nunes.

Segundo Nunes, a redução de ritmo de vendas de bens e serviços reduziu recolhimento da Cofins em abril, o que refletiu no crescimento da arrecadação nos primeiros quatro meses do ano.

A arrecadação da Cofins somou R$ 15,192 bilhões no mês passado, o que representa uma queda de 8,84% ante abril de 2013. Houve uma queda real de 5,63% no volume de vendas em março de 2014 ante março de 2013, segundo dados da PMC-IBGE.

Divergência

Nunes e o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, fizeram avaliações diferentes sobre o desempenho da arrecadação neste ano. Enquanto Nunes concedia entrevista coletiva em Brasília para comentar resultado de abril, Barreto, afirmou à reportagem, em São Paulo, que a expectativa de crescimento estava mantida em 3% a 3,5%. No entanto, Nunes disse que o resultado de 2014 ficará mais próximo de 3%.

Barreto afirmou também que o resultado da arrecadação de abril está dentro das estimativas que a Receita vinha fazendo para o decorrer do ano. Nunes, por outro lado, afirmou que o resultado ficou abaixo do esperado pelo governo federal, principalmente devido ao desempenho da arrecadação da Cofins.

A contribuição teve uma queda de 8,84% em abril ante o mesmo mês do ano passado em função de uma redução no volume de vendas. Ainda assim, a arrecadação de abril somou R$ 105,884 e foi recorde para o mês.