• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Batata e remédios puxam alta do IPCA de abril

Economia

Batata e remédios puxam alta do IPCA de abril

Rio - A batata inglesa e os remédios foram os maiores vilões da inflação em abril, segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgados nesta sexta-feira, 9, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A batata ficou 22,26% mais cara, depois de já ter aumentado 35,05% no mês anterior. Os remédios subiram 1,84% em abril, após queda de 0,08% em março. Ambos os itens contribuíram para a taxa de 0,67% do IPCA de abril com 0,06 ponto porcentual.

Os remédios tiveram um reajuste em 31 de março, estipulado entre 1,02% e 5,68%, dependendo do tipo de produto. Ainda no ranking de maiores impactos sobre a inflação de abril figuram as carnes, com contribuição de 0,05 ponto porcentual, energia elétrica (0,04 ponto porcentual), leite longa vida (0,03 ponto porcentual), aluguel residencial (0,03 ponto porcentual), refeição fora de casa (0,02 ponto porcentual), empregado doméstico (0,02 ponto porcentual), plano de saúde (0,02 ponto porcentual), gasolina (0,02 ponto porcentual), e mão de obra para pequenos reparos (também com 0,02 ponto porcentual).