• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Decidi iniciar conversas com FMI por uma linha de apoio financeiro, diz Macri

Economia

Decidi iniciar conversas com FMI por uma linha de apoio financeiro, diz Macri

Macri defendeu, em sua fala, a atual "política econômica gradualista", que segundo ele busca "equilibrar o desastre que nos deixaram nas contas públicas, cuidando dos setores vulneráveis e ao mesmo tempo garantindo o desenvolvimento"


O presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou nesta terça-feira que seu governo decidiu iniciar conversas com o Fundo Monetário Internacional (FMI) por uma linha de apoio financeiro. "Há minutos falei com Christine Lagarde, diretora do FMI, e ela me confirmou que começaremos hoje mesmo a trabalhar em um acordo", afirmou Macri.

Macri defendeu, em sua fala, a atual "política econômica gradualista", que segundo ele busca "equilibrar o desastre que nos deixaram nas contas públicas, cuidando dos setores vulneráveis e ao mesmo tempo garantindo o desenvolvimento". Ele lembrou, contudo, que essa política "depende muito do financiamento externo".

O presidente argentino disse que, nos dois primeiros anos de seu governo, o contexto mundial foi muito favorável. "mas isso hoje está mudando, as condições mundiais estão cada dia mais complexos", comentou, citando razões como a alta dos juros em vários países e o avanço do petróleo e de outras moedas. "Somos dos países do mundo que mais dependem do financiamento externo", admitiu, atribuindo o problema a erros de governos passados.

Macri disse que um acordo com o FMI dará maior respaldo à Argentina para enfrentar o novo cenário global "e evitar crises como as que tivemos em nossa história". Segundo ele, a decisão foi tomada de maneira transparente. "Cumprindo com os compromissos e afastando-nos da demagogia e da mentira, estou convencido de que o caminho que tomamos irá garantir um melhor futuro para todos", argumentou.