• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Banco Safra eleva previsão de alta da Selic em 0,50 pp, mas projeta fim do ciclo

Economia

Banco Safra eleva previsão de alta da Selic em 0,50 pp, mas projeta fim do ciclo

São Paulo - O Banco Safra alterou sua previsão para a próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), na quarta-feira, de um aperto de 0,25 ponto porcentual para um de 0,50 ponto, com a Selic atingindo 14,25% ao ano.

A instituição acredita, no entanto, que este será o último movimento do atual ciclo de ajuste dos juros por parte do Banco Central. O economista-chefe do Safra, Carlos Kawall, assinala, em seu comentário, que as novas metas fiscais anunciadas para este e para os próximos anos o levaram a mudar sua perspectiva em relação à política monetária.

Isso porque, além de revelarem o quão elevado é o desafio da melhoria fiscal das contas, o corte nas metas teve "um grande impacto sobre os preços dos ativos, incluindo a taxa de câmbio". O economista do banco lembra que, embora seu cenário já contemplasse um real mais fraco, os níveis do dólar subiram, recentemente, para um valor muito mais elevado que o considerado pelo Banco Central em seu último Relatório de Inflação, quando a autoridade trabalhava com um câmbio de R$ 3,10.

Kawall destacou que o mais recente discurso do BC, pelo diretor de Política Econômica, Luiz Awazu Pereira, apontou que "desenvolvimentos recentes mostram que há novos riscos para o resultado da inflação para 2016 que podem afetar horizontes mais longos". E, em vista disso, "o progresso até agora na luta contra a inflação precisa ser equilibrado contra os riscos mais recentes".

Apesar de trabalhar com a manutenção do ritmo de aperto em 0,50 ponto, o economista-chefe do Banco Safra disse esperar uma mudança no comunicado que acompanhará a decisão do BC, condicionando os próximos movimentos a novos indicadores e enfatizando a orientação de manter a taxa Selic em níveis elevados "o tempo necessário para fazer previsões de mercado convergirem para a meta de 4,5%, o que nós pensamos que só é realista para 2017".

"Dado que nós antecipamos que o nível de 14,25% para a Selic será suficiente para colocar a previsão do BC para 2016 no alvo, ou muito perto do alvo, prevemos que a alta da Selic nesta semana será a última do ciclo iniciado em abril de 2013, dada a queda livre vista na atividade", escreveu Kawall, que disse projetar um recuo de 2,2% do PIB em 2015 e 0,2% em 2016.

"Este cenário acabaria por levar a um ciclo de afrouxamento monetário no segundo trimestre de 2016, com a Selic atingindo 11,50% no final do ano", afirmou.