• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cachoeiro se prepara para a 42ª edição da Feira Internacional de Mármore e Granito

  • COMPARTILHE
Economia

Cachoeiro se prepara para a 42ª edição da Feira Internacional de Mármore e Granito

A estimativa conservadora da Secretaria de Desenvolvimento Econômico é de um impacto de aproximadamente R$ 10 milhões na economia local, fora a movimentação da Cachoeiro Stone Fair

A Cachoeiro Stone Fair – Feira Internacional de Mármore e Granito será realizada entre os dias 23 a 26 de agosto Foto: ​Divulgação

A 42ª edição da Cachoeiro Stone Fair – Feira Internacional de Mármore e Granito de Cachoeiro de Itapemirim, será realizada entre os dias 23 a 26 de agosto, e contará com mais de 200 expositores. Distribuidores e marmoristas de mais de 700 cidades brasileiras veem na Cachoeiro Stone Fair um local ideal para compra de materiais.

O expositores apresentarão novidades em máquinas, equipamentos e insumos, pedras diferenciadas que vai dos mármores aos granitos exóticos e pedras translúcidas, e suas aplicabilidades nos diversos projetos de decoração e construção civil. Mas, além da economia no setor de rochas, a Feira movimenta também a economia do município.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Coelho, a cidade já vive a expectativa para o evento. “A Feira é o maior evento econômico do sul do Estado e impulsiona a nossa economia. As estimativas conservadoras, pois acredito que seja muito mais, estima que a Feira, no extra muro, impacta até R$ 10 milhões na economia local, sem falar do setor de rochas”, explica.

Para o secretário Ricardo Coelho, a Feira do Mármore e Granito impulsiona a economia de Cachoeiro Foto: ​Divulgação/Prefeitura

O secretário ressalta que são 52 segmentos econômicos envolvidos no evento. “São garçons, decorador, transporte, taxista, hotéis, restaurantes, bares, enfim, além de abranger hotéis de cidades vizinhas e até mesmo em Vitória. A Feira é um evento que tem que ser bem tratado. O movimento começa uma semana antes, durante e permanece uma semana depois”, continua Ricardo.

Ainda, segundo o secretário, uma pesquisa divulgada pela Secretaria de Estado de Turismo, estima que o gasto por turista no município é de aproximadamente R$ 500. “Ele gasta com deslocamento, hospedagem, alimentação, passeio e outros. Em épocas de tarifa cheia, esse valor pode chegar a R$ 700 por dia. Com o público estimado de 25 mil pessoas para a Feira, teremos noção de quanto o evento impulsiona a economia local”, completa Ricardo.