• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Coca-Cola esclarece que não tem planos de deixar a Zona Franca de Manaus e que não 'trabalha com ameaças'

Economia

Coca-Cola esclarece que não tem planos de deixar a Zona Franca de Manaus e que não 'trabalha com ameaças'

A Coca Cola Brasil afirmou que o compromisso com o Brasil é "sólido e de longo prazo, em uma trajetória que já soma 76 anos"

Thaiz Blunck

Redação Folha Vitória

Após as repercussões de que a Coca-Cola poderia interromper a produção de refrigerantes no Brasil, a empresa, por meio de sua assessoria, esclareceu que não tem planos de deixar a Zona Franca de Manaus.

Procurada pela equipe de reportagem do jornal online Folha Vitória, a Coca Cola Brasil afirmou que o compromisso com o Brasil é "sólido e de longo prazo, em uma trajetória que já soma 76 anos" e reiterou que não "trabalha com ameaças".

A empresa explicou ainda que o Sistema Coca-Cola emprega 54 mil pessoas diretas e outras 600 mil indiretamente na produção e distribuição de 213 produtos e 20 marcas e que somente neste ano, investiu R$ 3 bilhões no Brasil.

Veja a nota na íntegra! 

"Reiteramos que a Coca-Cola Brasil não tem planos de deixar a Zona Franca de Manaus, de onde, há 28 anos, sai o concentrado utilizado na produção de várias de nossas bebidas pelas 36 fábricas instaladas no país. O nosso compromisso com o Brasil é sólido e de longo prazo, numa trajetória que já soma 76 anos.

Nossos valores e práticas incluem diálogo e transparência com governos e com a sociedade brasileira. Não trabalhamos com ameaças.

Em todo o Brasil, o Sistema Coca-Cola emprega 54 mil pessoas direta e outras 600 mil indiretamente na produção e distribuição de 213 produtos de 20 marcas. Só este ano nosso investimento no Brasil foi de R$ 3 bilhões, seguindo o mesmo patamar de 2017."