• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Bancários do Estado reclamam da falta de diálogo com Febraban

Economia

Bancários do Estado reclamam da falta de diálogo com Febraban

A categoria dos bancários que está em greve deste a semana passada reclama da falta de diálogo com a Federação Brasileira do Bancos (Febrabam)

O número de agências fechadas subiu nesta quarta-feira. Foto: ​Divulgação 

Nesta quarta-feira (14), o número de agências fechadas subiu para 317 em todo o Estado. Desse total, 137 são do interior e 180 na Grande Vitória. Também se encontram fechados os prédios da Pio XII e do CPD Banestes. A categoria, que está em greve deste a semana passada, reclama da falta de diálogo com a Federação Brasileira do Bancos (Febrabam). 

Entre os privados, 56 agências estão fechadas, sendo 12 do Santander, 18 do Itaú, 8 do HSBC e 17 do Bradesco e 1 do Safra. Dos públicos, estão fechadas 80 da Caixa, 88 do Banestes, 92 do Banco do Brasil e uma do Banco do Nordeste do Brasil, em São Mateus. 

“A crescente adesão dos bancários é reflexo da insatisfação da categoria com a proposta feita pela Fenaban e, também, com o silêncio dos banqueiros, que até agora não chamaram o Comando Nacional para uma nova negociação”, afirma o diretor do Sindicato dos Bancários-ES, Idelmar Casagrande. 

Caixa-eletrônico

O Sindicato de Trabalhadores em Carro-forte, Guarda, Transporte de Valores, Escolta Armada e Tesouraria do Espírito Santo (Sindfortes/ES), responsável por abastecer os caixas eletrônicos do Estado, estudam a possibilidade de parar o serviço em apoio à greve dos bancários, iniciada na última terça-feira (6). A ação visa apoiar a categoria e abreviar as negociações entre bancos e bancários. Com isso, há possibilidade de faltar dinheiro nos equipamentos.