• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cade aprova fim de parceria em infraestrutura entre Corsán e fundo canadense

Economia

Cade aprova fim de parceria em infraestrutura entre Corsán e fundo canadense

Brasília - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a dissolução da joint venture Isolux Infrastructure Netherlands, que era detida em 80,77% pelo grupo espanhol Isolux Corsán e em 19,33% pela PSPEUR, holding subsidiária do fundo canadense Public Sector Pension Investment Board. A decisão está publicada no Diário Oficial da União (DOU).

A Isolux Infrastructure foi criada para gerir concessões de infraestrutura, com investimentos nos setores de estradas com cobrança de pedágio, e de energia fotovoltaica e linhas de transmissão de energia elétrica.

Com a extinção da companhia, o Grupo Isolux Corsán deixará de atuar no negócio rodoviário de abrangência da joint venture, que compreende um conjunto de empresas denominado 'Via Bahia', encarregado da expansão e conservação de aproximadamente 680 quilômetros de estradas no Estado da Bahia.

Após a operação, Isolux Corsán obterá o controle integral do negócio de energia da joint venture, enquanto o fundo canadense deterá todo o negócio rodoviário.

A parte da atividade em energia assumida integralmente pela Isolux Corsán inclui construção, operação e manutenção de 3.687 quilômetros de linhas de transmissão de eletricidade de alta voltagem nos Estados de São Paulo, Maranhão, Goiás, Distrito Federal, Pará, Rio de Janeiro, Amapá, Rondônia e Mato Grosso.

Segundo a empresa, o projeto mais relevante é a concessão de 1.191 quilômetros de linhas no Amazonas unindo as cidades de Manaus e Macapá ao Sistema Interligado Nacional do Brasil.