• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Kuroda, do BoJ, diz que eventual queda nas compras de JGBs não será "tapering"

Economia

Kuroda, do BoJ, diz que eventual queda nas compras de JGBs não será "tapering"

Tóquio - O presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, minimizou hoje uma possível queda no volume de bônus do governo japonês (JGBs) comprado pela instituição, com o argumento de que seria "completamente diferente" dos cortes nas aquisições de dívida implementados no passado pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

No mês passado, o BoJ adotou uma nova política que visa o juro zero de JGBs de 10 anos, o que significa que o BC japonês terá de regular suas compras de dívida do governo.

"Mesmo que nossas compras de (JGBs) diminuam, como parte de esforços para cumprir a meta do juro de longo prazo, isso se tratará apenas de um ajuste técnico e será, por natureza, completamente diferente de um 'tapering' (retirada de estímulos)", afirmou Kuroda, durante sessão do Parlamento japonês.

Nas últimas semanas, os economistas vêm especulando cada vez mais que o BoJ poderá reduzir suas compras de JGBs, que totalizam 80 trilhões de ienes por ano, à medida que passar a se concentrar mais no controle dos rendimentos dos bônus.

Em 2014, o Fed completou um processo conhecido em inglês como "tapering", durante o qual o BC norte-americano reduziu um agressivo programa de compras de bônus gradualmente até eliminá-lo por completo.

Kuroda utilizou o termo "tapering" referindo-se unicamente à redução de compras de bônus pelo Fed. Para muitos participantes do mercado, no entanto, quaisquer cortes em compras de dívida equivalem a "tapering". Fonte: Dow Jones Newswires.