• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Focus mantém aposta de alta de 0,25 p.p. da Selic no mês

Economia

Focus mantém aposta de alta de 0,25 p.p. da Selic no mês

Brasília - Às vésperas da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, o mercado manteve a estimativa de que a Selic subirá mais 0,25 ponto porcentual em dezembro. De acordo com o Relatório de Mercado Focus divulgado nesta segunda-feira, 01, pelo BC, a mediana das previsões para a taxa básica de juros ao final do ano continuou em 11,50% ao ano. Com isso, a Selic média deste ano também segue em 11,00% ao ano. Há um mês, a taxa fechada para este ano estava em 11,00% na Focus e a média, em 10,94%.

A estabilidade das projeções ocorreu mesmo depois das sinalizações recentes dos porta-vozes da instituição. O presidente do BC, Alexandre Tombini, quando foi confirmado à frente do cargo no próximo governo de Dilma Rousseff, repetiu que, devido o atual cenário para a inflação o BC se manterá "especialmente vigilante". Dias antes, em Florianópolis, o diretor de Política Econômica do BC, Carlos Hamilton, afirmou que o Copom poderia recalibrar o aperto monetário caso considerasse oportuno.

Para o final do ano que vem, a mediana das projeções também seguiu em 12,00%, mesmo patamar da semana passada e de um mês atrás. A Selic média de 2015, porém, subiu de 11,97% ao ano para 12,17%. Quatro semanas atrás estava em 11,91%.

Câmbio

O relatório Focus mostrou poucas mudanças nas estimativas para o câmbio. A mediana das projeções para o dólar no fim de dezembro de 2014 foi mantida em R$ 2,55 - há um mês, estava em R$ 2,45. Já para 2015, a cotação subiu de R$ 2,65 para R$ 2,67 de uma semana para outra - um mês antes estava em R$ 2,55.

A projeção mediana para o câmbio médio deste ano permaneceu em R$ 2,35 como no levantamento anterior, nível levemente maior do que a cotação apontada um mês antes, de R$ 2,33. Para o ano que vem, a mediana do dólar médio caiu de R$ 2,60 para R$ 2,59. No levantamento de um mês atrás estava em R$ 2,50.