• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Maia marca sessões na Câmara só até dia 20, o que pode atrapalhar Previdência

  • COMPARTILHE
Economia

Maia marca sessões na Câmara só até dia 20, o que pode atrapalhar Previdência

Brasília - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), marcou o encerramento dos trabalhos legislativos deste ano para a próxima quarta-feira, 20. A data praticamente inviabiliza a conclusão de eventual votação da reforma da Previdência no plenário, prevista para começar um dia antes, na terça-feira, 19.

Maia anunciou o encerramento durante reunião de líderes de partidos da base aliada e da oposição nesta terça-feira, 12, no gabinete da Presidência da Câmara. Segundo parlamentares, a Câmara só realizará sessões na próxima semana de segunda-feira, 17 horas, até quarta-feira, 21 horas.

Líder do partido de Maia na Casa, o deputado Efraim Filho (DEM-PB) evitou avaliar se os prazos anunciados pelo presidente da Câmara inviabilizam a conclusão da votação da reforma. "O que tem que fazer é contar votos. Se tiver, vota, se não tiver, não vota", declarou.

Mais cedo, o presidente Michel Temer admitiu que, se o governo não tiver os 308 votos necessários para aprovar a reforma, a votação da matéria ficará para fevereiro. Ele afirmou que o governo vai contar votos até segunda-feira, 18, para analisar se poderá de fato votar a matéria na próxima semana.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, também foi na mesma linha. "O ideal é votar na semana que vem. Essa é a meta. Mas estamos preparados para a necessidade de votar no início do próximo ano", disse o ministro em entrevista após evento da Febraban em São Paulo.