Musas esquentando o carnaval

 

Fala pessoal. Todo o bom carnaval tem lindas mulheres. E neste post falarei sobre as grandes musas que marcaram a folia de Momo ao longo da história. Temos diversas figuras quer foram escolhidas a dedo. Então, vamos a elas. Vou começar destacando minha eterna musa, a “japa” Sabrina Sato. Rainha da Vila Isabel, no Rio, e também da Gaviões da Fiel, em São Paulo, a apresentadora da TV Record, mostra na avenida um corpo escultural, sarado, e muita sensualidade. É de deixar qualquer um babando quando passa pela avenida.

sabrina1

Outra musa carnavalesca é a eterna rainha da bateria do Salgueiro, Viviane Araújo. Para mim, ela não é apenas soberana da tradicional escola de samba carioca, mas é um símbolo nacional do carnaval. Ela inclusive reina na nossa querida Boa Vista e marca presença também no carnaval de Vitória. Aqui a galera vai ao delirio quando ela passa pelo sambão do povo. Ela é um furacão. Merece toda honra nossa rainha Vivi.

VIVIVI

 

Até merece que você assista ela na avenida. Confira essa harmonia e ginga do samba.

Outras musas também passaram e eternizaram seus belos corpos no carnaval do Brasil. Dentre elas está . A ex-modelo, atriz e empresária detém o merecido posto de rainha das rainhas do carnaval do Rio de Janeiro. Com seu charme e elegância ela marcou seu nome na história da Portela e da Imperatriz Leopoldinense.

luiza2

Aos 53 anos, Luiza Brunet, ainda deixa os marmanjos de queixo caído.

 

lumaaaa
Luma de Oliveira e sua polêmica coleira.

Polêmica e extrovertida, Luma de Oliveira, reinou durante muitos anos na Marquês de Sapucaí. Ex-esposa do empresário Eike Batista ela causou frisson ao desfilar com uma coleira, símbolo de submissão e fetiche de muitos homens. Sua entrada na avenida era sempre esperada pois ela sempre vinha para causar um certo frisson e conseguia sempre. Ficou eternizada em muitos momentos.

Luma de Oliveira, usando um par de algemas na gargantilha, desfilando como madrinha da bateria da Escola de Samba Caprichosos de Pilares, no Sambódromo.
Luma de Oliveira, usando um par de algemas na gargantilha, desfilando como madrinha da bateria da Escola de Samba Caprichosos de Pilares, no Sambódromo.

Uma das primeiras rainhas da bateria de escola de samba foi Monique Evans. Poucos se lembram, mas ela foi uma figura notória no carnaval carioca, que abriu alas para outras musas que vieram depois. Ela começou o cargo de rainha bateria pela escola Mocidade de padre Miguel.

musas-inesqueciveis---monique-evans-1423600197222_956x500
Monique Evans pioneira como rainha de bateria.

 

Além das rainhas e madrinhas de bateria das tradicionais escolas de samba, outras mulheres também mexem com o imaginário do público masculino. Uma delas é a cantora Ivete Sangalo, que, com sua performance nos palcos e carisma, atrai os olhares dos homens por onde passa, principalmente durante o carnaval no puxando todos em seu trio, a rainha do axé tem seu espaço entre as musas do carnaval.

ivete
Ivete musa do axé

Aliás Ivete lançou bordão: “Quem é esta papai?” que alguns foliões já tomaram para si e vão tirar onda com fantasias e camisas com a frase referida depois de uma pequena cena de ciúmes com seu marido. Ivete, está com tudo em cima. Nota 10 para comissão de frente da cantora.

 

Considerada por muitos como rival de Ivete Sangalo, a também cantora Cláudia Leitte é outra musa da folia de Momo. Carioca de nascimento, mas radicada em Salvador há muitos anos, ela também mantém seu corpo escultural e merece estar na nossa lista das beldades do carnaval.

claudiaaaa
Cláudia Leitte e musa do carnaval!

Evidentemente existem dezenas de outras mulheres espetaculares que nos fazem lembrar de momentos mágicos do carnaval, mas preferimos resumir a nossa lista com musas que marcaram ou ainda marcam a festa mais popular do país. Até a próxima pessoal.

2 Replies to “Musas esquentando o carnaval

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *