Como os Beatles mudaram a moda e a história da música.

Para muitos os Beatles formaram a maior banda de rock de todos os tempos. Os quatro garotos de Liverpool provocaram uma revolução não apenas na música, mas também em relação a costumes e estilo de roupas. Os fab four laçaram tendência mundial com seus looks que evoluíram de acordo com as mudanças em suas vidas e também no seu som.

A maior banda do mundo além de revolucionar o rock também revolucionou a moda.

Na segunda metade da década de 1950, John Lennon, Paul MacCartney, George Harrison e Ringo Starr eram adolescentes de uma cidade portuária da Inglaterra. Eles também sofreram o impacto do estilo lançado pelo ator norte-americano James Dean, que em seu filme “Juventude Transviada” (Rebel Without a Cause) usava jaquetas de couro preto, camisetas brancas, calça jeans justas e botas sem meias.

Com
Ternos sob medida começava a era SLIM.

Elvis Presley que começava seu reinado naquele tempo aderiu à moda que atingiu os ainda desconhecidos garotos de Liverpool. Já no início dos anos 1960 Brian Epstein assistiu a uma apresentação dos Beatles no legendário Cavern Club, em Liverpool. O empresário viu potencial nos garotos e determinou a primeira mudança no visual do grupo: eles deveriam usar terno e gravata para se tornarem verdadeiros profissionais do show business.

Elvis foi o rei do rock e também ditou moda. Cabelos e topete invectivel e roupas marcantes fazem todo contexto.

Quando os Beatles estouraram no maior mercado mundial, os Estados Unidos, em 1964, todas as bandas de rock que estavam nascendo na ocasião passaram a imitá-los, inclusive na maneira de se vestir.

Cores e novo estilo começam aparecer no decorrer da carreira.

A partir do lançamento do álbum Rubber Soul, em 1965, a música e o estilo de vida dos quatro integrantes do grupo evoluíram. Eles deixaram de ser uma boy band para começar a experimentar uma fase mais adulta. O visual também foi modificado e os caras adotaram blusas de veludo ou camisas com gola alta, como pode ser notado na capa do disco citado. Esse look contemporâneo fez muito sucesso em vários países, incluindo o Brasil. Em 1967 a banda inglesa lançou o que para muitos é considerado o maior álbum da música pop de todos os tempos, o Sargeant Pepper’s and Lonely Hearts Club Band.

Cores e a era piscodelica começa fazer sucesso. Era os anos 70.

Neste disco, uma referência da contracultura, os Beatles marcam definitivamente sua inserção no psicodelismo, inclusive com roupas de cores vibrantes e camisas estampadas, que seriam muito utilizadas pelos hippies e roqueiros daquela época e de hoje também.A fase final dos fab four pode ser ilustrada na capa do último álbum gravado por eles: Abbey Road. A famosa foto dos Beatles caminhando sobre a faixa de trânsito de um dos locais mais visitados de Londres mostra o legado de cada integrante para a moda internacional.

Faixa de pedestre polêmica capa.

Nesta imagem eles apontavam para o futuro da sociedade ocidental: cada um faz o seu estilo, de acordo com sua cabeça. Eles deixaram de vestir roupas padronizadas como uniforme da banda e passaram a usar o que queriam, sem se preocupar com convenções.

Estilo

Na capa de Abbey Road, enquanto John usava um look monocromático branco (sua cor preferida por sinal); Paul adotou de vez um estilo playboy, de blazer e camisa social sem gravata; George vestiu um conjunto jeans, mostrando ser desapegado a qualquer padronização social; e por fim, Ringo, permaneceu com seu estilo clássico, da Era Vitoriana, com terno, gravata e sapado social.

Além da música, o estilo de se vestir dos Beatles até hoje é referência e não saiu de moda, mesmo após 45 anos do fim da banda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *