Como a fé ajuda a lidar com a pandemia

Edu Coutinho

Consultor de Estilo e Administrador

Mesmo não sendo religioso enfrente essa pandemia com atenção e crença em ideais nobres. Celebre a vida, seja você crente ou ateu. A humanidade precisa ter fé neste momento difícil. São esses momentos que nos tornam mais fortes. A pandemia nos traz importantes lições e uma nova maneira de buscarmos forças para crer e enfrentarmos as adversidades que nos são impostas, de forma coletiva. Diante deste cenário, pedi para que o pastor André Valadão falasse em breve vídeo palavras de consolo.

“Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem Dele se aproxima, precisa crer que Ele existe e que recompensa àqueles que O buscam”. O sexto versículo do capítulo 11 da Carta aos Hebreus, no Novo Testamento, traduz o sentido da busca daqueles que enfrentam a pandemia de forma silenciosa, mas com uma força interior capaz de superar as dificuldades mais imponentes, sejam cristãos, umbandistas, judeus, mulçumanos, católicos, integrantes de qualquer religião, ateus ou até mesmo agnósticos.

Assista o recado do pastor André Valadão 

 

Devemos celebrar a vida e cuidarmos bem dela como uma dádiva. Acordamos hoje, trabalhamos hoje, enfrentamos lutas hoje, aprendemos hoje, nos emocionamos hoje, sorrimos hoje, sentimos raiva hoje, sentimos paz hoje, sentimos angústias hoje, mas sentimos, somos seres humanos, e enfrentamos juntos, ricos ou pobres, crentes ou céticos, pretos ou brancos, jovens ou idosos, todo esse mal que aflige o planeta.

 

No momento de uma pandemia mundial a fé pode muito fazer a diferença.

 

Sem a crença em alguém ou em alguma causa somos as mais miseráveis das criaturas, um zero absoluto em termos de existência.

Acredite em uma boa causa, creia em si, creia em sua família, em seu trabalho, na ciência ou em Deus. Seja no que for, creia.

Deixe sua resenha!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do Folha Vitória