Em tempo: os segredos de uma relação sólida

Todo mundo precisa de atenção e carinho. Eles fazem parte da existência humana e são fundamentais para que se possa viver de modo feliz. Mas para isso, construir relações sólidas, as pessoas precisam ter consciência do papel de cada um na relação.

A cultura contemporânea baseia-se numa lógica de aceleração e abreviação dos relacionamentos. As pessoas têm pressa, para iniciar como para terminar uma relação amorosa. Intolerância e superficialidade talvez seja uma palavra que define bastante as relações atuais. “não quero ter trabalho“.

Muitas questões possibilitam essas mudanças de comportamento.  Que vão desde a independência financeira, social, profissional e pessoal. Para os relacionamentos se firmarem, precisam que ambos estejam dispostos e buscarem equilíbrio para a relação e não apenas exigir do outro que a mágica aconteça. Não pode terceirizar a responsabilidade de cada um. A maturidade emocional é fundamental.

Muitos querem relação amorosa, mas não querem se relacionar com a diversidade e a subjetividade de cada um. É comum idealizar, desenhar a pessoa que gostaríamos de viver. Mas o dia a dia vai revelando as dificuldades numa relação a dois. É aí que mora a situação mais delicada. Ouço com frequência no consultório: “não quero lidar com isso”, “achei que fosse diferente“, “prefiro me separar” é assim vai se formando uma coleção de Relacionamentos frustrados que vão furando o emocional de cada um.

Antes de iniciar uma relação é importante perceber se como anda a dependência emocional, a carência afetiva para clarear os comportamentos que vão se repetindo.

Certamente você já deve ter notado como algumas pessoas acabam se tornando emocionalmente dependentes de outra, mas isso é uma condição que acaba trazendo mais malefícios do que benefícios.

Muitas pessoas têm enfrentado esse problema, que afeta homens e mulheres das mais variadas idades. Boa parte da população acredita não estar recebendo o amor necessário em sua vida.

Ser dependente emocionalmente acaba gerando cobranças excessivas em relação a outras pessoas, em especial no relacionamento. A dependência não ocorre somente em relação aos sentimentos, mas também em relação a todas as outras atividades corriqueiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *