• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mágica, "malandragem" e homenagens marcam o segundo dia de desfiles do Carnaval de Vitória

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Mágica, "malandragem" e homenagens marcam o segundo dia de desfiles do Carnaval de Vitória

Um show de carros alegóricos luxuosos, fantasias impecáveis e muita participação dos foliões, marcaram a noite de desfiles das escolas do Grupo Especial do carnaval capixaba

MUG: carro com crítica aos políticos Foto: Deivid Dantas

O segundo dia do Carnaval de Vitória foi aberto pela Unidos de Barreiros, que homenageou Martinho da Vila. A bateria foi o grande destaque da noite com Fabíola Monteiro mostrando muito samba no pé à frente dos ritmistas. Junto com os sambistas, havia um grupo de congo que trouxe um chame a mais.

As belezas de Vitória, Capital do Espírito Santo, foram exaltadas pela Unidos de Jucutuquara. A agremiação começou o desfile com a imagem de Nossa Senhora e surpreendeu o público. Mas as surpresas não pararam por aí. O músico Alexandre Lima, em coma há mais de dois anos, foi homenageado com um carro alegórico. Foliões contaram que a música “Água de Benzer” foi cantada na concentração para homenagear o cantor.

As escolas de samba capixabas também foram representadas em uma ala especial da Jucutuquara, onde as crianças carregaram as bandeiras das agremiações. Destaque para a bateria que fez um show de "paradinhas" na avenida sob o comando da rainha Lorena, que soltou fogo em pleno pavilhão.

Sósia de cientista fez até mágica Foto: Deivid Dantas

Já na terceira escola a pisar no Sambão do Povo, os foliões foram surpreendidos com um espetáculo de acrobacias com bandeiras na comissão de frente da Pega no Samba. Em um dos carros alegóricos da agremiação, o fogo se transformou em flores. Na última ala, a escola fez um apelo e pediu pela preservação da natureza com a frases “Preserve a Natureza” e “Salve o Rio Doce”.

Boteco e muita malandragem invadiram a avenida com a Mocidade Unida da Glória (MUG). A agremiação ainda trouxe o cantor Dudu Nobre, um dos compositores do samba, para abrir o desfile. O show da bateria, com várias "paradinhas" e chuva de papel picado, levou o público à loucura no Sambão do Povo. Um dos carros alegóricos da agremiação chamou a atenção dos foliões porque trouxe pessoas presas em grades com máscaras do ex-presidente Lula e da presidente Dilma.

Veja as fotos de quem passou pelo camarote da Rede Vitória!

A história do tradicional mercado da Vila Rubim, em Vitória, foi contada no Sambão do Povo pela Unidos da Piedade. Em uma mistura de cores, samba no pé e muito brilho, a agremiação animou os foliões. A bateria Ritmo Forte apresentou uma performance repleta de dança e "paradinhas" na avenida em um passeio ao mercado.

Cores marcaram o desfile da Independentes de Boa Vista, última escola a desfilar pela disputa ao título de campeã no Carnaval de Vitória 2016. A comissão de frente trouxe um destaque escondido dentro de um carro, que se abria na avenida. A modelo Thalita Zampirolli foi destaque da escola de samba e esbanjou beleza pela passarela. O ponto alto da noite foi a passagem de Viviane Araújo pela avenida. A rainha de bateria da Salgueiro desfilou pela terceira vez no Sambão do Povo.