• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Que experiência!', diz Alexandre Birman, único designer brasileiro no MET

Entretenimento

'Que experiência!', diz Alexandre Birman, único designer brasileiro no MET

Único designer brasileiro presente no MET Gala 2018, Alexandre Birman, CEO do grupo Arezzo e diretor da marca que leva seu nome e que completa dez anos, é pura empolgação no day-after do evento. "Você fica estonteado com tanta informação e a organização é algo incrível", conta ele.

Convidado para o evento por Anna Wintour durante um encontro no fim do ano passado, ele vestiu a top Kate Upton com uma edição limitada da sua sandália New Clarita, decorada com cristais Swarovski - uma releitura do modelo já em pré-venda no site da marca.

Por telefone, de Nova York, onde inaugura duas lojas, Alexandre Birman e Schutz, na próxima semana, ele conta dos bastidores do evento de moda mais comentado do dia - e talvez do ano.

Como foi o Met? Recuperado?

Que experiência! Você fica estonteado com tanta informação.

Você é um dos poucos brasileiros que já foi...

Acho que mais modelos mesmo que foram... Gisele [Bündchen], Michele [Alves]... Foi uma honra essa aproximação com a Vogue.

De onde veio o convite e essa aproximação?

Começou com a aproximação do Jonathan Newhouse [presidente da Condé Nast International]. Ele me apresentou para Suzy Menkes, participei do como speaker da conferência de luxo organizada por ela e, no ano passado, tomei um café com a Anna Wintour.

Do que falaram?

Era o aniversário dela, eu nem sabia - dia 3 de novembro. Falamos de esporte, foi uma conversa intensa, Ela gostou e me chamou para o CFDA/Vogue Fashion Fund dois dias depois e disse que ia me convidar pro Met esse ano. Começa com muita antecedência.

O que mais te impressionou no evento?

A organização é algo incrível. O respeito e educação de toda a imprensa, aquela escadaria lotada de jornalistas, mas super organizado. Tem a hora de parar, fazer as fotos, na sequência você entra, estavam Anna Wintour e Donatella [Versace] recebendo as pessoas. Tinha um coral do Vaticano se apresentando, com música de igreja. Lindo, lindo, uma celebração, quase uma missa.

E depois disso?

Teve um jantar com qualidade e eu estava do lado de pessoas super legais à mesa: as gêmeas Olsen, o [estilista] Thom Browne e a Sally Singer, que é head de digital da Vogue. A maior surpresa veio depois: na escadaria gigante teve outra encenação, com as pessoas vestidas de monges, coral e Madonna cantando.

Você filmou essa hora?

Todo mundo filmou. Eu fiz um pequeno vídeo, coloquei no meu InstaStories, mas não quis perder [a cena ao vivo], coloquei minha atenção para curtir o momento.