• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Assessor de Plant nega oferta por reunião do Zeppelin

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Assessor de Plant nega oferta por reunião do Zeppelin

São Paulo - O assessor de Robert Plant chamou de "bobagem" o rumor de que o ex-vocalista do Led Zeppelin teria recusado oferta de US$300 milhões para reunir a banda, revelou nesta terça-feira, 11, o jornal britânico The Guardian. A informação havia sido divulgada na segunda, 10, por outro jornal inglês, o Daily Mirror.

O Mirror ainda afirmou que os outros integrantes do grupo, John Paul Jones, Jimmy Page e Jason Bonham, já teriam confirmado participação. Já Plant, após pensar por 48 horas, teria rejeitado a oferta e indicado que não haveria chances de mudar de ideia.

Segundo o Daily Mirror, o autor da proposta teria sido o dono da gravadora americana Virgin Records, Richard Branson. O projeto envolveria 35 shows e a reedição do The Starship, avião que transportava o Led Zeppelin em suas turnês e permitia que fãs viajassem com o grupo. Branson pretenderia cobrar algo em torno de R$ 400 mil pelas passagens, de acordo com o jornal.

No começo do ano, foram frequentes os boatos de que o Led Zeppelin estaria planejando o retorno e que Page teria se irritado com Plant. "Todo mundo adoraria fazer mais shows com a banda, Robert só adora fazer joguinhos e eu já estou cansado disso", desabafou Page.

Até o fim de setembro, Page afirmou que uma reunião da banda não era mais uma possibilidade. No lançamento das novas versões dos álbuns "IV" e "Houses of the Holy", o músico preferiu não se pronunciar em nome dos outros integrantes da banda e apenas comentou sobre o projeto de utilizar composições do Led Zeppelin para realizar uma turnê solo.