UFC 252 – Cormier X Miocic 3

Ontem foi a vez do  UFC pousar em Las Vegas para realizar a terceira luta da trilogia entre os ex-campeões dos pesados Daniel Cormier X Stipe Miocic 3.

O card apesar de pra lá de meia boca ( falta de grandes estrelas) , tinha até que umas 3 lutas bem interessantes.

A primeira era do “nosso” ex-campeão, Junior Cigano, que vinha de duas derrotas e precisava voltar a coluna das vitórias de qualquer maneira.  Mas, pra tristeza de fãs como eu, acabou que não foi dessa vez. Tava indo bem na luta, parecia ter uma certa vantagem até tomar uma patada de Jairzinho e mais uma saraivada de socos na sequencia e obrigar o juiz a interromper a luta.

Cigano mostrou que seu jogo evoluiu muito pouco desde da primeira vez que pisou no octagon e parece que seus adversários já tem seu número. Cigano insiste em lutar boxe numa luta de MMA, ou seja, deixa muita coisa de fora. Dessa vez até soltou timidamente uns chutes mas muito melhor que  outras vezes onde confiava 100% em acertar uma mãozada.

Depois foi a vez de Sean O’Malley sofrer a primeira derrota e nocaute da carreira. O’Malley que vinha de 4 vitórias seguidas e já estavam falando que era o próximo Connor Mcgregor teve seus balõezinhos estourados pelo equatoriano Brandon Vera. Tudo indica que O’Malley já entrou  na luta com o pé direito lesionado . Infelizmente pra piorar sua situação,  ele acabou torcendo o pé de forma abrupta durante a luta o que anulou sua movimentão completamente. A derrota se consumou quando o lutador foi a chão e tentou se levantar mas não conseguiu devido justamente ao pé lesionado. Vera percebendo a oportunidade partiu pra cima e deu uma chuva de socos e cotoveladas obrigando ao juiz a interromper a luta.

Pra fechar o card, foi a vez de Cormier de um lado e Miocic de outro. Cormier nitidamente obeso pra categoria e Miocic mais “sarado” que o normal . Até o segundo round parecia que  Cormier estava com uma leve vantagem até tomar uma bomba de Miocic com uma sequencia de socos no chão. Apesar de ter sobrevivido, a partir desse ponto Miocic estava sempre um passo a frente e levou a luta sem muitos riscos até o fim pra se consagrar mais uma vez vitorioso e campeão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *