• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após reunião, impasse sobre repactuação da dívida dos clubes continua

  • COMPARTILHE
Esportes

Após reunião, impasse sobre repactuação da dívida dos clubes continua

Brasília - A novela da repactuação da dívida dos clubes de futebol ainda não chegou ao fim. Após mais uma reunião entre governo e parlamentares, nesta quarta-feira, em Brasília, ainda será preciso marcar novas conversas para decidir os termos do refinanciamento das dívidas que, juntas, passam de R$ 4 bilhões.

Na semana passada, a presidente Dilma Rousseff havia vetado o artigo 141 da Medida Provisória 656, segundo a qual os clubes poderiam parcelar as suas dívidas com o governo federal em 240 vezes, com descontos de 70% em multas e 50% em juros sem que, para isso, precisassem apresentar qualquer contrapartida. A proposta foi incluída em emenda do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), membro da "bancada da bola".

O deputado, que participou da reunião desta quarta-feira com membros do grupo de trabalho interministerial montado pelo Palácio do Planalto, resolveu ceder e, na proposta que pretende apresentar na próxima semana, deve incluir penalidades para times que atrasarem pagamentos, como perda de pontos e até o rebaixamento da equipe em competições.

Da parte do governo, ele espera que haja uma flexibilização quanto ao número de parcelas em que a dívida pode ser dividida e a supressão da exigência de uma entrada de 20% do valor do débito. Enquanto os clubes pedem prazo de 240 meses para pagar, o governo propõe 180. Além disso, os times dizem não ter condições de apresentar qualquer entrada.

"Vamos tentar pegar a nossa proposta com a proposta do governo e aproximá-las o máximo possível", disse Arantes. O deputado defende que os times de futebol tenham um tratamento diferenciado por causa do "papel social" que desempenham no País.

Uma série de reuniões estão previstas para ocorrerem nas próximas semanas até que se chegue a um consenso em torno do assunto. Segundo a reportagem apurou, o Planalto pretende ouvir novamente especialistas e o Bom Senso FC.

Antes do novo encontro com os representantes do governo, Jovair Arantes diz que vai conversar com os times de futebol. Além de líder do PTB na Câmara, o deputado é presidente do Conselho Deliberativo do Atlético Goianiense.

BARRIGA - O deputado Otávio Leite (PSDB-RJ) foi convidado para participar da reunião, mas declinou o convite. "Reinaugurar uma discussão para formular um texto através de uma MP é empurrar com a barriga um tema que foi durante um ano debatido no Congresso Nacional", criticou.