• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Apresentado, Mena prevê forte concorrência pela titularidade no São Paulo

  • COMPARTILHE
Esportes

Apresentado, Mena prevê forte concorrência pela titularidade no São Paulo

São Paulo - O São Paulo apresentou nesta sexta-feira o primeiro reforço para a temporada 2016. O chileno Eugenio Mena assinou contrato de empréstimo por uma temporada e chega como opção para a lateral esquerda. Como o elenco já possui outros três jogadores para o setor, o novato prevê uma grande concorrência pela titularidade, mesmo com a grande expectativa de poder participar da Copa Libertadores.

Mena vai disputar lugar no time do técnico Edgardo Bauza com Carlinhos, Reinaldo e Matheus Reis. "É a primeira vez que vejo um time ter tantas opções. Será uma briga boa, com jogadores de outras qualidades. Como vai ter muita exigência nos treinos, isso é bom para o time, porque vai aumentar o rendimento de todos", explicou o chileno, que veio do Cruzeiro.

Na equipe mineira, o jogador fechou a temporada em baixa, como reserva de Fabrício. "Foi difícil para mim. Com a mudança de treinador (Mano Menezes assumiu o cargo), não consegui entender a ideia que ele queria para mim e aí fiquei de lado. Fabrício teve um rendimento alto", comentou o lateral de 27 anos, que agora espera ter mais oportunidades como titular.

A presença de um técnico argentino e a oportunidade de disputar a Libertadores pesaram para que Mena aceitasse a proposta. "É uma competição boa, tem pressão, viagem e times que jogam muito bem dentro de casa", disse o lateral. O jogador explicou que por falar espanhol, pode ser útil para se comunicar com a arbitragem e dar ao elenco uma mentalidade estrangeira.

Além dele, a diretoria está perto de anunciar a contratação do uruguaio Diego Lugano. O São Paulo também tem como estrangeiros o argentino Centurión e o colombiano Wilder Guisao, fora o técnico argentino Bauza, dono de dois títulos da Libertadores.

Mena afirmou que por estar desde 2013 no Brasil, quando chegou ao Santos, se sente adaptado ao País, sendo fã de alimentos locais, como o pão de queijo e feijão, e também de música sertaneja. Pelo acordo com o Cruzeiro, o São Paulo paga os salários do chileno e tem a prioridade de compra ao fim do empréstimo.