• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Barcelona sai atrás, mas conta com Messi para empatar com o Villarreal no final

Esportes

Barcelona sai atrás, mas conta com Messi para empatar com o Villarreal no final

Villarreal, Espanha - A melhor defesa do Campeonato Espanhol sucumbiu a um lance espetacular de Lionel Messi. Neste domingo, quando o Villarreal tinha nas mãos a vitória em casa, o craque argentino cobrou uma falta com perfeição, aos 45 minutos do segundo tempo, e arrancou para o Barcelona o empate por 1 a 1. Este foi o 12.º gol sofrido pelo time amarelo, nas 17 rodadas da competição até o momento. Também foi o 12.º tento do argentino, tornando-se artilheiro do torneio ao lado do seu companheiro Luis Suárez.

Mesmo diante do Barcelona, a igualdade foi amarga para o Villarreal, pois o clube deixou de entrar na zona de classificação à Liga dos Campeões da Europa, ficando na quinta posição com 30 pontos, um a menos que o Atlético de Madrid. Já o Barcelona vê cada vez mais o Real Madrid se distanciar na ponta e ainda terminou a atual rodada caindo uma posição. Agora o time catalão é o terceiro colocado com 35 pontos, enquanto que o rival tem 40 e o Sevilla aparece na vice-liderança, com 36.

A partida ficou marcada também pela utilização do novo nome do estádio, financiado por empresas do ramo da construção civil. A partir deste domingo, o local deixa de ser El Madrigal, após 92 anos, e passa a ser o estádio de la Cerâmica. A reinauguração da arena contou com imagens históricas do Villarreal projetadas nas paredes externas, destacando o argentino Juan Román Riquelme, o brasileiro naturalizado espanhol Marcos Senma e o francês Robert Pires.

Após participar como titular da partida contra o Athletic Bilbao, o croata Ivan Raktic foi novamente sacado do Barcelona por opção do técnico Luis Enrique. O meia não é relacionado no Campeonato Espanhol há três partidas. Já entre os titulares absolutos, Neymar chegou ao 11.º jogo sem fazer gol e vive seu maior jejum desde que chegou ao clube catalão.

Desde o início, as propostas de jogo ficaram bem claras. Enquanto o Barcelona apostava na troca de passes e manutenção de posse de bola, o Villarreal buscava roubar a bola e sair em velocidade. A primeira chance de gol para os visitantes aconteceu em chute de Iniesta, aos três minutos, mas Ansejo fez a defesa. Cinco minutos depois, Messi lançou e Neymar tentou uma cavadinha, mas o goleiro espalmou para fora.

Sólido atrás, o Villarreal apostava em Alexandre Pato para organizar os contra-ataques. Aos 9 minutos, o brasileiro tocou para Jaume Costa, que cruzou para Jonathan dos Santos, mas o chute do mexicano não foi ao gol. Em seguida, Pato foi à linha de fundo e cruzou para o mesmo Jonathan, mas Digne chegou para travar na hora certa.

Aos 18 minutos, o goleiro do Barcelona fez a primeira defesa em chute de fora da área de Sansone. Já aos 24, Neymar quase colocou fim ao jejum de gols. O brasileiro carregou a bola da esquerda para o meio e bateu forte, mas mandou com perigo à esquerda da meta.

Nos minutos finais da primeira etapa, os visitantes seguiram pressionando, mas sem êxito em furar a melhor defesa do Campeonato Espanhol. Aos 43, Asenjo evitou gol de cabeça de Messi. No minuto seguinte, o arqueiro defendeu bom chute de Suárez. Ao apito para o intervalo, o Barcelona tinha 70% de posse de bola.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo sem substituição, sem mudar o panorama de jogo e o Villarreal conseguiu abrir o placar logo aos quatro minutos. Em contragolpe veloz, Alexandre Pato carregou pelo meio e colocou Sansone na cara do gol. O artilheiro do time amarelo bateu cruzado no canto direito, rente à trave, e garantiu seu sétimo tento no Campeonato Espanhol.

Com a vantagem no placar, os donos da casa mantiveram a mesma postura de toda a partida. Muito bem postado na defesa, o Villarreal evitou de todo jeito os ataques do Barcelona, que se desesperou e passou a insistir em cruzamentos. A principal chance da equipe aconteceu aos 28 minutos. Após escanteio, Messi aproveitou sobra na meia-lua, cortou para o pé direito e bateu colocado, mas acertou a trave. No lance seguinte, nova defesa de Asenjo em chute de Suárez, com direito a rebote e tentativa de bicicleta de Neymar, que mandou por cima do travessão.

Pelo Villarreal, Alexandre Pato se mostrou bastante combativo durante a segunda etapa, procurando roubar bolas, e tentou algumas arrancadas para cima do argentino Mascherano. Aos 30 minutos, o brasileiro foi substituído e deixou o gramado sob aplausos da torcida.

Até o término da partida, o Villarreal tentou fechar o cadeado, mas Lionel Messi resolveu aparecer com a chave aos 45 minutos. O argentino sofreu falta na meia-lua e se preparou para bater. Na cobrança, o camisa 10 mandou com perfeição no ângulo direito, no contrapé do goleiro, e Asenjo sequer saltou para a bola, pois havia dado um passo para a esquerda. Um golaço e o empate com sabor de derrota para os anfitriões.