• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pancadas, não! Dribles, sim!

Esportes

Pancadas, não! Dribles, sim!

Neymar esbanja categoria e adversários perdem a cabeça

Lembra de quando você era moleque e que o maior prazer da vida era dar um drible no colega da pelada?

Lembra que esse colega era aquele caneludo, que batia até na sombra e achava que a forma de parar você era na base da pancada?

Então, o Neymar tem um bom motivo para “bater” nesses caneludos que chegaram ao futebol profissional.

Mais uma vez, o brasileiro é questionado por parte de uma imprensa chata e cheia de frescura, quando se fala dele.

Na partida contra o Rennes, nesta terça-feira (30), pela Copa da Liga Francesa, o PSG bateu o rival por três a dois, e o brasileiro não balançou as redes, mas deu show: se divertiu dentro de campo, o que para muitos, deve ser PROIBIDO!

Mas quem tem “culhões” para fazer o que se faz nas peladas, em uma partida oficial?

Neymar apanha, é criticado, é xingado e quando se diverte, as críticas crescem.

Como o FUTEBOL está muito chato.

Para você entender, veja o vídeo abaixo: em um lance de pura habilidade, Ney domina de costas e aplica um chapéu no adversário. Arrogância ou Habilidade?

Sobre o lance, o Neymar falou ao Esporte Interativo após o jogo. “Eles me chutam, eu jogo futebol. Eles me provocam, mas eu também sei como provocar, da minha maneira, com a bola. Não estou aqui para bater em ninguém. Eu não sei nem como fazer isso. Eu me defendo com a bola. Eu sei que haverá discussões porque eu provoco. Mas é normal. Não vai adiantar nada me bater e me provocar, porque eu provocarei ainda mais e farei com que meu time se imponha “

No final da partida, uma brincadeira de criança com o colega de profissão.

Isso é o futebol: dribles, brincadeira e menos chatices.

Dividida FC