• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após longa paralisação, Gana vence Guiné Equatorial e decide a Copa Africana

  • COMPARTILHE
Esportes

Após longa paralisação, Gana vence Guiné Equatorial e decide a Copa Africana

Malabo - Terminou nesta quinta-feira o sonho de Guiné Equatorial de conquistar, diante de sua torcida, o primeiro título da Copa Africana de Nações. Na semifinal, mesmo contando com o apoio dos torcedores que lotaram o estádio em Malabo, os donos da casa não resistiram ao favoritismo de Gana, foram dominados e derrotados por 3 a 0. O resultado garantiu os ganeses na decisão do torneio.

Com isso, os favoritos não deram espaço para as zebras nestas semifinais. Na decisão, Gana terá pela frente a Costa do Marfim, que na última quarta-feira também avançou ao eliminar uma das surpresas da competição, a República Democrática do Congo, por 3 a 1. A final está marcada para este domingo, no Estádio de Bata.

Gana dominou a semifinal desta quinta-feira desde o início e não teve maiores dificuldades para construir o resultado. O primeiro gol saiu aos 42 minutos, com Jordan Ayew, de pênalti. A vantagem desestabilizou os donos da casa e os ganeses aproveitaram para ampliar nos acréscimos. Mubarak recebeu na área e teve calma para tirar do zagueiro antes de bater.

No segundo tempo, Gana seguiu superior, controlou a posse e chegou ao terceiro aos 30 minutos. Após dividir com o goleiro, Appiah levou vantagem e cruzou para Andre Ayew rolar para o gol.

Quando a partida se encaminhava para o fim, torcedores ganeses invadiram os arredores do gramado. Eles foram acuados pela torcida de Guiné Equatorial, que atirava objetos neles, frustrada com a derrota. O jogo ficou paralisado por 34 minutos, até que o árbitro tivesse segurança para reiniciá-lo.

Não havia tempo para qualquer reação e, assim, Gana chegou à nona final de Copa Africana de sua história. Segundo maior vencedor do torneio, atrás apenas do Egito, o país luta pelo quinto título - já venceu em 1963, 1965, 1978 e 1982. Já a Costa do Marfim disputará sua quarta final e tem somente um troféu, em 1992.