• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Aposta fracassada, Wesley deixa o Palmeiras ao custo de R$ 32 milhões em 3 anos

  • COMPARTILHE
Esportes

Aposta fracassada, Wesley deixa o Palmeiras ao custo de R$ 32 milhões em 3 anos

Foram 103 jogos, 12 gols marcados e R$ 31,8 milhões gastos, entre salários e valor pago ao Werder Bremen, seu antigo clube

São Paulo - Foram três anos de relação e pouca coisa para comemorar. Alguns dentro do clube consideram o pior negócio da história do Palmeiras. Exageros à parte, chega ao fim nesta sexta-feira a passagem de Wesley pelo time alviverde. Foram 103 jogos, 12 gols marcados e R$ 31,8 milhões gastos, entre salários e valor pago ao Werder Bremen, seu antigo clube. O volante deixa oficialmente o Palmeiras e seu destino será o arquirrival São Paulo.

Wesley sempre mostrou alto astral nos treinos, mesmo quando o time estava em baixa Foto: Estadão Conteúdo

Se no dia 27 de março de 2012, Wesley foi apresentado com pompas de astro, seu adeus se dá de forma melancólica. Ele estava desde o início do ano treinando em horários diferentes do grupo e o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, preferiu pagar os meses restantes de seu salário só para não vê-lo ir antes da hora para o rival.

No total, o jogador custou ao clube cerca de R$ 31,8 milhões. Foram R$ 21 milhões pagos ao Werder Bremen e mais R$ 10,8 milhões de salários, sem contar outros benefícios. Antes mesmo de sua chegada, a primeira decepção. O então presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, resolveu fazer uma "vaquinha" pedindo ajuda da torcida para contratá-lo. Em vez dos R$ 21 milhões, conseguiu R$ 600 mil.

Assim, o jeito foi apelar para um investidor, mas Tirone pegou o dinheiro que seria dado aos alemães e quitou outras dívidas. O fiador Antenor Angeloni teve de arcar com os custos e, sem receber do Palmeiras, entrou na Justiça, conseguiu bloquear as cotas de TV, mas fez um acordo com Paulo Nobre.

Dentro de campo, no seu quarto jogo pela equipe, Wesley sofreu uma grave lesão e voltou seis meses depois. Em 2013, teve bons momentos na Série B, mas a diretoria tentou negociá-lo e a atitude o irritou. Desde então, a relação só se desgastou.

Mesmo assim, tentaram a renovação de contrato e Wesley preferiu acertar sua ida para o São Paulo. A torcida, então, passou a pegar em seu pé e os últimos meses dele no clube foram em baixa. Um grupo de palmeirenses criou um site com um cronômetro para se despedir de forma irônica do jogador.

Prestes a ver Wesley com a camisa são-paulina, o Palmeiras voltará a campo pelo Campeonato Paulista neste sábado, quando terá pela frente o Capivariano, às 18h30, no Allianz Parque. Com 12 pontos, o time alviverde lidera o Grupo C da competição estadual, na qual acumula quatro vitórias e dois empates em seis partidas disputadas até aqui.