• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Apresentado e inscrito pelo Santos, Dodô evita prever quando poderá estrear

Esportes

Apresentado e inscrito pelo Santos, Dodô evita prever quando poderá estrear

Santos - Aos 26 anos, Dodô está de volta ao Brasil, de onde saiu em 2012, para atuar pelo Santos, que o contratou por empréstimo de um ano. Com a maior parte da sua carreira construída no futebol italiano, onde atuou por Roma, Inter de Milão e Sampdoria, ele brincou na sua apresentação oficial no Santos, nesta sexta-feira, ao ser questionado sobre o seu estilo de jogo e avisou que o torcedor terá que acompanhá-lo em campo para conhecê-lo melhor.

"A maior parte da minha carreira foi fora do Brasil. Não gosto muito de falar de mim, torcedor vai me conhecer. Como diz a garotada geek, que eu também sou, não vou dar um 'spoiler', todos terão que acompanhar a temporada", afirmou Dodô, que vestirá a camisa de número 16 no Santos.

O reforço chega ao Santos para tentar acabar com a carência da lateral esquerda, que não tem com um titular absoluto desde o fim de 2017, quando Zeca acionou a Justiça para se desligar do time. Neste início de temporada, o técnico Jair Ventura utilizou Romário e Caju na posição, mas não aprovou o rendimento de ambos, o que o fez apelar para as improvisações de Copete e Jean Mota.

Após brincar sobre as suas características, Dodô explicou como atuou no futebol italiano, revelando que também pode ser aproveitado no meio-campo. "Acabei atuando na lateral na linha de quatro e no meio na linha de cinco. Os esquemas táticos aqui e na Europa são mais ou menos iguais. A interpretação é que é diferente", disse.

Nesta sexta-feira, no último dia para inscrição de jogadores no Campeonato Paulista, o Santos incluiu Dodô na sua lista. O lateral, porém, não disputa uma partida oficial desde maio de 2017. Ele evitou afirmar quando poderá ser aproveitado pelo técnico Jair Ventura. "Não tenho previsão, ainda vou conversar com o Jair, vamos analisar os dados dos primeiros treinamentos, que estão sendo bons. Vamos decidir uma data", disse.

No Santos, Dodô reencontrou um amigo, o atacante Eduardo Sasha, que foi seu companheiro na passagem pelas divisões de base da seleção brasileira. "Estou feliz de encontrar ele aqui. Um jogador de muita qualidade, jogamos juntos nas seleções de base e já se destacava naquela época. Fico feliz de vê-lo tendo oportunidades", disse Dodô.