• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Noruega leva um ouro e cola na líder Alemanha no quadro de medalhas dos Jogos

Esportes

Noruega leva um ouro e cola na líder Alemanha no quadro de medalhas dos Jogos

Pyeongchang - A Noruega conquistou um ouro neste sábado e encostou na Alemanha, que lidera o quadro de medalhas nos Jogos de Pyeongchang. O país escandinavo foi a sete conquistas, contra nove dos primeiros colocados.

A subida ao degrau mais alto do pódio veio no esqui cross-country 4x5km e teve sabor especial para a norueguesa Marit Bjoergen, de 37 anos, que chegou a 13 medalhas olímpicas na carreira e igualou o recorde dos Jogos de Inverno, que pertence à compatriota Ole Einar Bjoerndalen.

A Noruega é também o país com mais pódios no total: 22. Além das sete medalhas de ouro, tem oito de prata e sete de bronze. A Alemanha tem 17 no total (nove ouros, quatro pratas e quatro bronzes). Metade desses segundos lugares veio neste sábado com Jacqueline Loelling, no skeleton, e com Andreas Wellinger, no salto com esqui, modalidade large hill.

A Holanda aparece em terceiro lugar, com seis medalhas de ouro e o Canadá vem logo atrás, com cinco, mesmo número dos Estados Unidos, que está em sexto - os canadenses levam vantagem no número de pratas: 5 a 2. Completam a lista dos dez primeiros colocados a Suécia, que tem quatro de ouro, a Áustria, França e Coreia do Sul, todas com três de ouro, e a Suíça, com duas.

RECORDE OLÍMPICO - O Japão aparece em 12º lugar no quadro de medalhas, mas protagonizou um dos principais momentos do dia. Yuzuru Hanyu subiu no degrau mais alto do pódio na patinação artística com direito a recorde olímpico ao somar 317.85 pontos no total. A prata também ficou com o Japão, com Shoma Uno e o bronze foi para o espanhol Javier Fernandez.

NIGERIANA VIBRA COM ÚLTIMO LUGAR - Simidele Adeagbo terminou em último lugar no skeleton neste sábado, mas talvez tenha comemorado mais do que qualquer medalhista de ouro. Isso porque a nigeriana se tornou a primeira atleta do seu país a participar dos Jogos de Inverno.

Ela completou a prova em 54s28, na 20ª e última colocação. Mas ao deixar a pista, Adeagbo vibrou por completar a prova. Teve até a dancinha. O ouro na prova ficou com a britânica Lizzy Yarnold, que fez o tempo de 51s46 e se tornou bicampeã olímpica na modalidade.