• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após noitada e faltas, Adriano deixa o Atlético-PR

  • COMPARTILHE
Esportes

Após noitada e faltas, Adriano deixa o Atlético-PR

Curitiba - Quatro partidas oficiais, sendo duas como titular, um jogo completo, um gol e duas eliminações. Foi o que durou a passagem de Adriano pelo Atlético Paranaense, em mais um capítulo mal sucedido da tentativa de retomada da carreira do centroavante, que há quatro anos, na Copa do Mundo de 2010, era um dos integrantes do quarteto mágico de Carlos Alberto Parreira.

O anúncio da saída do jogador foi feito a partir de um breve comunicado no site do Atlético-PR. "O atacante Adriano não faz mais parte do quadro de funcionários do Atlético Paranaense. A decisão foi tomada em comum acordo entre atleta e clube em reunião já previamente agendada que aconteceria ao final da participação do clube na Libertadores. O Atlético deseja sorte ao jogador Adriano em seus próximos projetos."

Adriano estava insatisfeito na reserva do Atlético Paranaense, mas foi titular em dois jogos importantes da equipe. Esteve em campo, pelo time B, na vexatória eliminação pelo Maringá no Campeonato Paranaense. Na terça, foi titular os 90 minutos contra o The Strongest. Até fez um gol, mas também não evitou a eliminação na Libertadores.

Na quinta-feira, Adriano faltou à reapresentação do elenco. À noite, curtiu um show da cantora Anitta, em Curitiba. De acordo com os relatos da imprensa paranaense, saiu tarde do local. Nesta sexta, novamente não apareceu para treinar.

Até chegar ao Atlético, Adriano não disputava uma partida oficial desde março de 2012, quando estava no Corinthians, que posteriormente rescindiu o seu contrato. No mesmo ano, o atacante tentou retornar ao futebol pelo Flamengo, mas precisou passar por uma cirurgia no pé esquerdo e depois acabou sendo dispensado em razão das seguidas faltas ao clube.

Dizendo que tentava se afastar dos problemas extracampo que o atrapalharam nos últimos anos, o atacante realizou intensos trabalhos físicos nas primeira semanas em Curitiba, ainda em dezembro, perdeu peso e, mesmo após faltar a alguns treinamentos, assinou contrato para defender o clube. Entre a assinatura e a rescisão, porém, passaram apenas dois meses exatos.