• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Paulo Autuori admite que faltou força ofensiva ao Atlético-MG

Esportes

Paulo Autuori admite que faltou força ofensiva ao Atlético-MG

Medellín - O técnico Paulo Autuori reconheceu que a estratégia traçada para o Atlético Mineiro falhou e acabou sendo fundamental para a derrota do time por 1 a 0 para o Atlético Nacional, em Medellín, na noite de quarta-feira, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

Acuado, o time praticamente não avançou ao ataque e acabou sendo vazado nos minutos finais, após ver o goleiro Victor fazer várias defesas difíceis. "Não trabalhamos a bola no campo deles como gostaríamos de fazer. Devíamos ter saído mais, ter a bola no campo do adversário", disse Autuori.

A derrota obriga o Atlético-MG a bater o Atlético Nacional por dois gols de diferença em 1º de maio, no Independência. Para isso, admitiu Autuori, o time precisará de uma boa atuação, além de melhorar a produção ofensiva - marcou apenas um gol nos últimos cinco jogos.

"Vamos ter que virar esse resultado e nada nos dá essa garantia, a não ser uma boa atuação, ser forte ofensivamente e fazer os gols que não estamos conseguindo fazer nos últimos jogos", analisou o treinador.

De volta ao time, o capitão Réver lamentou que a meta de não sofrer gols na Colômbia não tenha sido alcançada. "Tentamos levar até o final sem sofrer gol, mas, infelizmente, acabamos sofrendo esse gol já nos descontos. Mas temos condições de reverter o resultado em casa", disse.

Já o atacante Marion prometeu que o time vai reagir no jogo de volta e comentou o lance em que quase abriu o placar para o Atlético-MG. "Bati bem na bola e o goleiro buscou lá no cantinho. A gente levou o gol no finalzinho e, agora, vamos nos preparar para vencer no final de semana e buscar o resultado na quinta-feira", destacou.