• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Magnano mostra confiança de que terá atletas da NBA

  • COMPARTILHE
Esportes

Magnano mostra confiança de que terá atletas da NBA

Rio - Faltam cerca de quatro meses para o Mundial, que acontecerá em agosto na Espanha, mas um dos principais desafios da seleção brasileira masculina de basquete já começou: formar uma equipe competitiva para disputar o torneio. Foi o que disse o técnico Rubén Magnano, ao comentar nesta terça-feira sobre os esforços que tem feito para contar com os brasileiros da NBA no grupo que está formando.

"Estou feliz com a viagem que fiz aos Estados Unidos (para conversar com os jogadores). Senti muito comprometimento dos atletas. Mas o primeiro desafio que teremos não é a partida com a França (na estreia do Mundial), mas formar uma equipe", disse o treinador, em entrevista na tarde desta terça-feira, durante o evento de apresentação do troféu do Mundial de Basquete, realizado na sede do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), no Rio.

Contar com os jogadores brasileiros da NBA na seleção tem sido complicado. Por questões contratuais ou por lesões, nenhum desses atletas jogou a Copa América de 2013, principal porta de entrada para o Mundial deste ano. Sem eles, o resultado foi a desclassificação do Brasil. Mas, como recebeu convite da Federação Internacional de Basquete (Fiba), a equipe vai participar da competição na Espanha.

Agora, porém, luta para se reforçar com os jogadores que atuam na liga norte-americana, para, assim, ter um bom desempenho no Mundial. Um deles Magnano já conseguiu convencer a se juntar ao grupo que vai para a Espanha. É o ala/pivô Anderson Varejão, do Cleveland Cavaliers, que estava presente no evento desta terça-feira e aproveitou para confirmar sua presença na seleção.

"Estou bem motivado e feliz em representar o Brasil em mais um Campeonato Mundial", disse Anderson Varejão, que mostrou confiança também na presença dos demais brasileiros que estão na NBA - Leandrinho, Nenê, Vitor Faverani e Tiago Splitter são os outros que jogam atualmente nos Estados Unidos. "Acho que todo mundo quer fazer parte desse Mundial. Sempre foi importante para quem participa da seleção brasileira."

TROFÉU - O tour da taça do Mundial de Basquete será realizado nos 24 países que participarão da competição. Começou na Espanha e já passou por Estados Unidos, Porto Rico e México antes de chegar agora ao Brasil. Ela ficará exposta no Rio: no Shopping Città América (Barra da Tijuca), nesta quarta-feira, e no quiosque da TV Globo (Copacabana), na quinta.